Política

Prefeitura em MS anuncia distribuição de ivermectina para população contra a covid-19

O vice-prefeito de Rio Verde de Mato Grosso, cidade a 203 quilômetros de Campo Grande, informou na noite desta quinta-feira (25) que a prefeitura da cidade irá distribuir 120 mil comprimidos de ivermectina para a população. O valor da compra dos medicamentos não foi anunciado. A própria fabricante do ivermectina já informou que não há […]

Diego Alves Publicado em 26/03/2021, às 00h30 - Atualizado às 13h03

Vice-prefeito Réus Fornari (à esquerda) e médico Luiz Eugênio Engleitne (lado direito)/ (Foto: assessoria)
Vice-prefeito Réus Fornari (à esquerda) e médico Luiz Eugênio Engleitne (lado direito)/ (Foto: assessoria) - Vice-prefeito Réus Fornari (à esquerda) e médico Luiz Eugênio Engleitne (lado direito)/ (Foto: assessoria)

O vice-prefeito de Rio Verde de Mato Grosso, cidade a 203 quilômetros de Campo Grande, informou na noite desta quinta-feira (25) que a prefeitura da cidade irá distribuir 120 mil comprimidos de ivermectina para a população. O valor da compra dos medicamentos não foi anunciado.

A própria fabricante do ivermectina já informou que não há dados que sustentem o uso do remédio contra a covid-19. A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e AMB (Associação Médica Brasileira) também reforçam que o uso de ivermectina não é recomendado para o tratamento de pacientes com o novo coronavírus

O anúncio foi feito pelo vice-prefeito, Réus Fornari, em uma reunião realizada pela Associação Comercial de Rio Verde no Plenário da Câmara Municipal.

Em nota, a administração informa que “resolveu encarar o problema também por meio do uso de ivermectina como tratamento preventivo”.

”Ninguém é obrigado a tomar, porém eu faria o uso sem pensar duas vezes, ainda mais com essa atitude nobre da Prefeitura em distribuir gratuitamente”, disse o médico Luiz Eugênio Engleitner, na reunião.

O secretário de Saúde, Roberto Martins, informou que os medicamentos chegam na próxima segunda-feira (29), e, com o auxílio de todas as unidades de saúde do município e com apoio de médicos, as ivermectinas serão distribuídas.

No ano passado, Anvisa reforçou que o uso de ivermectina não é recomendado para o tratamento de pacientes com o novo coronavírus.O medicamento antiparasitário não tem eficácia comprovada contra a covid-19, segundo a agência.

Em fevereiro deste ano, a farmacêutica Merck, responsável pelo desenvolvimento do medicamento ivermectina, informou em comunicado que não há dados que sustentem o uso do remédio contra a covid-19.

Na última terça-feira (23), a Associação Médica Brasileira afirmou que a utilização dos medicamentos hidroxicloroquina/cloroquina, ivermectina, nitazoxanida, azitromicina e colchicina deve ser banida do combate à pandemia, pelo fato de não possuírem eficácia científica comprovada no tratamento ou prevenção da covid-19.

Jornal Midiamax