Zeca abdica de pré-candidatura e Pedro Kemp ‘assume o posto’ pelo PT em Campo Grande

Informação foi dada pelo presidente municipal da sigla, Agamenon do Prado, que indicou ainda o futuro de Zeca 'percorrendo o interior'

O ano de 2020 começou com mudanças no PT. O ex-governador Zeca, que chegou a anunciar sua pré-candidatura a prefeitura de Campo Grande em agosto de 2019, abdicou do posto que será ocupado unicamente pelo deputado estadual Pedro Kemp. Ele seria um dos concorrentes de Zeca na convenção que definirá oficialmente o candidato do partido.

A informação foi confirmada nesta quarta-feira (8) pelo presidente do diretório municipal petista, Agemenon do Prado. “Foi um consenso entre o Zeca, o Kemp e o Cabo Almi. Então o nosso pré-candidato em Campo Grande é o Pedro Kemp”, explica o dirigente partidário.

Agemenon ainda explicou que a definição aconteceu em dezembro, durante encontro feito pela sigla no Estado com a participação do economista Marcio Pochmann. Em fevereiro, está previsto para o dia 8 um novo encontro entre petista.

Nessa ocasião, devem ser discutidas novas ações relacionadas ao pleito eleitoral de 2020 e o calendário de atividades do partido para o primeiro semestre. O PT conta atualmente com dois deputados estaduais e um vereador em Campo Grande.

Já sobre o futuro de Zeca do PT, Agamenon explica que é algo ainda a ser definido. “Nós conversamos e ele parece estar mais disposto a percorrer o interior do Estado para articular as eleições e tentar eleger o maior número de vereadores e prefeitos possíveis. Mas é algo ainda a ser definido”, comenta.

Em outubro, o Jornal Midiamax já tinha noticiado que o ex-governador Zeca passava por problemas de saúde. Ele estava com dificuldades de andar e saiu da presidência do partido em Mato Grosso do Sul, deixando a liderança do partido para o vereador e presidente da Câmara Municipal de Coxim, Vladimir Ferreira.

Zeca abdica de pré-candidatura e Pedro Kemp 'assume o posto' pelo PT em Campo Grande
Mais notícias