Publicidade

México cai para sétimo lugar no rank mundial de turismo

Após quatro brilhantes anos de crescimento contínuo, o México caiu de sexto para sétimo lugar no rank de turismo internacional, no ano passado. O Secretário de Turismo, Miguel Torruco, se pronunciou dizendo que o declínio foi o primeiro desde 2013, quando o México saiu da 13ª posição para a 15ª durante o primeiro ano do mandato do Presidente Peña Nieto. Quem empurrou o México uma casa abaixo no rank foi a Turquia.

Ruínas de Tenochtitlan (FONTE: Historiazine)

Torruco relata, ainda, que o México poderá descer ainda mais em sua posição no rank. Para o secretário, o aumento consistente do turismo alemão e do Reino Unido podem ofuscar a atual posição do país. De acordo com as estatísticas geradas pelo Instituto Nacional de Geografia e Estatística (Inegi), atualmente o México deu as boas-vindas a mais de 41,5 milhões de turistas internacionais – um número ainda importante no cenário mundial.

Turismo asteca

O México foi o berço de uma força dominante que emergiu em sua região mais central. A civilização asteca desenvolveu organizações comercial, política, social e desenvolvimentista intricadas durante o século 13. Em seu auge, o império contou com mais de 200.000 habitantes e possuía enormes pirâmides e arquitetura singular.

O centro da civilização foi a magnífica Tenochtitlan, cidade que hoje representa a modernidade mexicana como consequência da destruição da cidade original após invasão espanhola. A história traz oportunidades singulares para os turistas, pois empresas online representam a extinta civilização em plataformas de casino como jogos temáticos, tais como Aztec Glory e Aztec Gems, sendo uma oportunidade para vivenciar mais sobre a história local.

Sustentabilidade em jogo

O secretário Miguel Torruco enfatizou a sustentabilidade do turismo mexicano como uma forma de aumentar o impacto econômico do turismo para beneficiar as populações locais. Durante a criação do Plano de Desenvolvimento Nacional de 2019-2014, entre assuntos como segurança, corrupção e oportunidades de trabalho, o chefe de turismo compareceu e demonstrou a importância do turismo como um dos pilares para sustentar a economia do país.

O Journey Mexico, organização membro do Conselho de Turismo e Viagens Internacionais, traz em seu site informações que sustentam a necessidade de um turismo sustentável. Essa organização é um exemplo de como trabalhar com comunidades locais a fim de fomentar o envolvimento socioeconômico das populações. Atrelados ao turismo, ainda há a preocupação pela proteção ambiental e conservação da vida selvagem.

Novos rumos

A fim de que o país possa continuar a subir nos ranks de turismo mundial, muito precisará ser feito. Um governo transparente e que cumpra com sua agenda é só o primeiro passo para alavancar o pilar do turismo no país. Como o próprio secretário Torruco enfatizou, é possível que o México continue a cair nos ranks, sobretudo com o desenvolvimento do grande turismo alemão e do Reino Unido. Para ir contra essas previsões, há muito trabalho a ser feito. O que é inegável, no entanto, é que o país mexicano, sem dúvidas, é abençoado com muita beleza tropical e oportunidade de crescimento.

Mais notícias