Publicidade

Lugares no Brasil para relaxar

A vida nas grandes cidades pode até ser mais cômoda e repleta de facilidades, mas nem por isso deixa de ser estressante. Muito pelo contrário. Basta uma pesquisa rápida entre colegas para perceber que os níveis coletivos de ansiedade e preocupação andam nas alturas. Para recarregar as energias e ajudar no equilíbrio, nada melhor do que uma viagem de descanso.

A baixa temporada no Brasil já começou e essa é uma boa época para quem deseja viajar sem gastar uma fortuna nas passagens de avião. Para quem pensa em aproveitar a dica é fechar a viagem o quanto antes para não perder os melhores preços.

Destinos não faltam. Seja para férias prolongadas ou para o respiro de final de semana, o Brasil guarda cantinhos de calmaria, natureza e vida simples.

 

Araxá, Minas Gerais

 

Ainda pouco visada pelo turismo em massa, esta joia do triângulo mineiro é perfeita para quem precisa relaxar de verdade. Em outras palavras, Araxá é famosa por suas águas termais e tratamentos relaxantes, que incluem sessões com a conhecida lama negra medicinal. Cartão postal da cidade de Dona Beja, cortesã que fez história na região, o Grande Hotel e Termas é o maior spa de águas sulfurosas e radioativas do país. Trata-se de um gigantesco prédio erguido nos tempos de Vargas e com jardins projetados por Burle Marx.

 

Para ajudar no equilíbrio interno, Araxá tem o doce de leite da Joaninha, um dos mais aplaudidos de Minas. Mais um detalhe: a cidade fica colada na Serra da Canastra, com toda sua oferta de queijos, cachoeiras, pássaros, trilhas e mais trilhas.

 

Chapada Diamantina, Bahia

 

A diversidade reina na Chapada Diamantina, sul da Bahia. Não é para menos. Com um território vasto, que compreende diversas cidades e belezas naturais de cair o queixo, lá existe espaço para todo o tipo de turismo. Há quem goste de fazer trilhas intensas, como a travessia do Vale do Pati, que dura quase uma semana. Outros preferem curtir os bons restaurantes, pousadas e a vista de Lençóis, cidade mais movimentada da região. Muitos elegem o Vale do Capão como base para uma imersão interior, que inclui banho de cachoeira, aulas de ioga, arte e contato com sonhadores do mundo todo. É só escolher. Ou fazer um pouco de tudo.

 

Visconde de Mauá, Rio de Janeiro

Lojinhas cheias de charme, restaurantes com gastronomia de primeira, chalés com lareiras e aquele cheiro de mato molhado. Tudo isso aninhado nas curvas verdes da Serra da Mantiqueira, que separa o Rio de Janeiro de Minas Gerais. Do que mais o visitante precisa para relaxar e se apaixonar pelas montanhas fluminenses? Um combo de cachoeiras, claro. As cidades vizinhas Maringá e Maromba garantem várias quedas de águas cristalinas, apesar de geladas. Se bem que, no verão, não deixa de ser uma excelente ideia.

 

Ibitipoca, Minas Gerais

 

Está para nascer vilarejo mais good vibes do que Conceição do Ibitipoca, no sudoeste mineiro, perto de Juiz de Fora. Essa é a opinião de muitos dos frequentadores assíduos. Sem luxos, o clima é de roça, tranquilidade e distância das redes sociais. Para quem gosta de trilhas, é bom reservar pelo menos três dias para explorar o Parque Estadual do Ibitipoca. Imperdível mesmo é a cachoeira Janela do Céu, símbolo do vilarejo e uma das mais procuradas do estado. Há opções de camping e pousadas. O inverno é mais rigoroso, mas com uma boa oferta de festivais de música – e bebida quente.  A propósito, como em todo território mineiro, é bom reservar um espaço no estômago para as delícias da mesa.

 

São Miguel dos Gostoso, Rio Grande do Norte

 

Eis um lugar que convida o visitante a deixar o celular no modo avião desde o primeiro instante. Ou simplesmente esquecer o aparelho, e todas as urgências da metrópole, bem no fundo da bolsa e só recuperá-lo no caminho de volta. Pode ser curioso como um lugar tão simples, sem calçadões ou quios7ques nas praias, tenha caído no gosto de tantos, inclusive de celebridades. Mas é justamente isso a beleza de Gostoso: calma, simplicidade e toda a amabilidade dos locais. Além de deslumbrantes, as praias são um convite a longas caminhadas. Aliás, dá para esquecer que os carros existem e fazer tudo a pé ou de bicicleta. O pôr do sol é deslumbrante e as páginas gastronômicas, um capítulo à parte. Também é aqui que fica o começo da BR-101, bem na viradinha do mapa do Brasil. São Miguel do Gostoso é realmente singular.

Com tantos locais incríveis seja de praia, montanha ou cachoeiras, não é difícil achar um cantinho para passar uma incrível temporada de descanso Brasil afora. Para quem gosta de economizar segue uma dica: viajar na baixa temporada permite curtir o passeio gastando menos tanto em passagens aéreas quanto na hospedagem.

 

 

 

Mais notícias