Publicidade

Instituto Acqua assume administração do HR de Ponta Porã

A nova Organização Social vai administrar a unidade pelos próximos seis meses

A administração do Hospital Regional José Simone Netto, de Ponta Porã, agora será responsabilidade do Instituto Acqua, nova OS (Organização Social), que assumiu a gestão na última sexta-feira (29). Segundo a SES (Secretaria de Estado de Saúde), o principal objetivo é melhorar o atendimento também de outros sete municípios, totalizando 220 mil habitantes.

 

De acordo com o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, a expectativa de melhoria decorre do fato de que o Instituto Acqua tem feito gestão qualificada em outras regiões do país. “Obtivemos excelentes referências sobre a OS, que administra unidades de saúde e hospitais no Maranhão, inclusive o Hospital Dr. Carlos Macieira, que é referência na alta complexidade para aquele Estado”, salientou.

 

Resende ainda solicitou ao dirigente do Instituto que, dentro das possibilidades, supere a produção e grau de satisfação dos usuários. Uma das estruturas do Hospital que deverá ser ampliada é a UTI (Unidade de Terapia Intensiva), com a construção de uma nova sala. Também solicitou a implantação de uma ouvidoria, cuja providência foi adotada imediatamente pelo novo gestor.

 

Já o diretor-presidente do Instituto Acqua, Samir Siviero, garantiu total responsabilidade na gestão da OS. “Chegamos a Ponta Porã com sete mil colaboradores diretos e 18 unidades de saúde geridas pelo instituto em quatro estados do País. Vamos realizar um trabalho com muita responsabilidade, eficiência e parceria com os colaboradores que já estão na casa. Devolveremos ao Estado a confiança no trabalho das Organizações Sociais”.

 

O Hospital

Com 107 leitos, o Hospital Regional José Simone Netto oferece atendimento de urgência e emergência, ambulatorial, internação nas especialidades de clínica médica, cirúrgica, gineco-obstétrica, pediátrica, ortopédica e UTI adulto à população de Ponta Porã, Amambai, Antônio João, Aral Moreira, Coronel Sapucaia, Paranhos, Sete Quedas e Tacuru.

 

A unidade oferece estrutura de apoio diagnóstico e terapêutico com assistência humanizada, integral e contínua, e acolhimento dos pacientes com uso de protocolo de classificação de risco, além de equipe multiprofissional.

Veículos

No evento também foram entregues três veículos para a saúde local, adquiridos no final do ano passado. Uma caminhonete L-200, para uso em ações de combate ao mosquito Aedes aegypti; uma ambulância do SAMU; e uma van para transporte de pacientes, inclusive de pessoas com deficiência.

Mais notícias