Foco na saúde: o que pequenas mudanças na alimentação podem proporcionar

A alimentação para ser saudável não precisa ser radical. Inserindo no cotidiano alimentos que atuem em favor do nosso organismo, já aumenta a qualidade de vida.

“Que seu alimento seja seu remédio, e que seu remédio seja seu alimento”, já dizia o filósofo grego Aristóteles, há bem mais de 300 anos a.C. Inspirado nesse pensamento, em interpretação livre, podemos associar a alimentação como fator fundamental para qualidade da nossa saúde.

Uma dieta equilibrada pode nos proporcionar bem estar, disposição, bom desempenho das funções fisiológicas e, sim, auto-estima, pois cuidar de si passa a ser um hábito e a melhora da saúde, uma realidade. Portanto, selecionamos umas ideias para que você se inspire e comece a inserir bons alimentos ao seu dia a dia e, aos poucos, criar  uma rotina de cuidados que te farão muito bem. ” A dieta como era pensada antigamente mudou, hoje trata-se de estilo de vida, com foco na longevidade. Isso o que o produto natural traz. Mais pureza no alimento”, reforça Débora Charro, proprietária da Green Mercado Natural.

Castanhas pra que te quero

Ótimo recurso para consumir entre as refeições, as castanhas são verdadeiros “tesouros” nutricionais. Consideradas alimentos funcionais, além de nutrir o organismo, também promovem e potencializam o bom desempenho corporal e funcionalidades orgânicas, ajudando a prevenir doenças.

Nozes, avelãs, castanhas e amendoim podem ser seus aliados na correria cotidiana. A castanha do Pará, por exemplo, apenas uma tem a concentração de selênio certa diária que o organismo de um adulto necessita.

As castanhas podem ser consumidas in natura, mas hoje também tem seus derivados, como leites vegetais. Você pode fazer uma vitamina, substituir o leite de vaca pra fazer um bolo, um iogurte… Farinhas de castanha também são muito nutritivas! Com menos carboidratos, ideal para uma alimentação equilibrada.

Macadâmia, amêndoa, avelã, castanha de caju, castanhas… Nutritivas e gostosas (Foto: Leandro Marques)

 

 É orgânico? Gosto!

Segundo informações do Greenpeace Brasil, nunca se liberou tanto agrotóxico quanto no primeiro semestre deste ano. Uma má notícia, que ainda tem desdobramentos, pois as liberações continuam…

Há tempos não se valorizava tanto a alimentação orgânica, com hortaliças cultivadas sem venenos, com cuidados que vão desde a terra à água utilizada. Mas como evitar o risco que os venenos vindos das lavouras cheguem às nossas mesas? Melhor tomar muito cuidado na limpeza desses alimentos ou, simplesmente, optar por produtos mais puros, sem toxinas, orgânicos. Uma tendência que só aumenta e o mercado já começa a dar sinais de abertura à essa ideia.

Mais cor, por favor! Sua salada pode ser colorida e deliciosa (Foto: Leandro Marques)


Grão nosso de cada dia

Os grãos estão invadindo nossas mesas. Que bom, pois elas são excelentes fontes de fibras insolúveis, magnésio, selênio e gorduras poliinsaturadas. Trabalham na regularização gastrointestinal, proteção contra doenças cardiovasculares, diminuem o colesterol, inchaços,  entre outros benefícios.

Chia, linhaça, semente de girassol e quinoa, são ótimas dicas para começar a incluir nas receitas de casa. A quinoa, como exemplo, é muito versátil e fácil de preparar. Pode colocar numa salada, comer fria. Tem pessoas que substituem pelo arroz, porque tem menos carboidrato e a forma de preparo é a mesma. Há preparos em que a chia se torna uma ótima opção para substituir o trigo, como num quibe ou almôndegas.

Já conhece o poder nutritivo da Quinoa? (Foto: Leandro Marques)


Tempere com criatividade

Os temperos tem o poder de dar sabor à nossa comida. Além de amor, o alimento bem temperadinho ganha o coração de muita gente. Sabia que os temperos também são funcionais? Tem o famoso sal de ervas, que é um mix de ervas que pode ser usado para reduzir o uso do sal. Geralmente são compostos por ervas finas, como manjericão, orégano, manjerona, sálvia… e tem até vídeos no YouTube com o preparo deste mix, para quem quiser fazer e experimentar.

 

Temperos pra agregar ainda mais sabor às suas refeições (Foto: Leandro Marques)


Chá como aliado da saúde

Consumir chá é um costume tradicional. Usando a criatividade, podemos introduzí-lo de maneira mais natural no nosso dia a dia. “Dá pra inserir na preparação de um suco, tomar ele gelado ou colocar na água saborizada… A partir daí, você começa a trazer mais funcionalidade, aromas e sabores à sua rotina”, endossa Débora Charro.

O Chá é uma bebida funcional e o ideal é você conhecer  sobre seus benefícios. Como exemplo temos: Chá Verde (efeitos termogênico, antioxidante, anticarcinogênicos e antiinflamatório), Chá de folha de canela (efeito termogênico), Chá de cavalinha (efeito diurético), Chá de hortelã (efeito digestivo), Chá de capim-santo (efeito calmante) e Chá branco (efeito termogênico e antioxidante). Delícia!

Qual é seu chá preferido? Desta forma in natura, dá pra misturar e fazer o seu sabor (Foto: Leandro Marques)

Tome nota: Todo alimento, mesmo ele sendo natural ele tem uma quantidade ideal para ser consumido diariamente. Tudo tem que ter seu equilíbrio.

Mais notícias