Excesso de sal e de álcool durante as ceias pode aumentar a pressão arterial

A orientação é para que as pessoas prefiram alimentos naturais

Durante as festas de fim de ano, as tentações à mesa aumentam. As ceias de Natal, por exemplo, são fartas e, muitas vezes, podem conter alimentos ricos em sal e bebidas alcoólicas.

Mas esses produtos em excesso representam grande risco à saúde, principalmente para aquelas que sofrem de hipertensão.

A dica é do médico do Instituto Nacional de Cardiologia, vinculado ao Ministério da Saúde, Marcelo Assad: “Que tenha a preocupação com relação a alimentos mais salgados.

A gente lembra que o bacalhau é um prato habitual nessas comemorações de final de ano e ter aqueles cuidados mínimos para tentar desalgá-lo o máximo possível para evitar uma retenção na pressão arterial.

O outro aspecto importante são as bebidas alcoólicas. Lembrar que o excesso delas contribui para o aumento da pressão arterial também.”

A médica veterinária, Michelle Gomes, é hipertensa. Ela conta que sempre fica atenta aos alimentos que consome e durante as ceias de fim de ano não é diferente: “Em relação às comidas de ceia, quando eu percebo que está muito salgado, eu não como.

Na minha família muita gente tem também pressão alta, então, geralmente, onde eu passo o Natal são lugares em que as pessoas também se preocupam com isso, não tem um alimento muito salgado. Bacalhau, geralmente, minha mãe evita.”

A orientação do cardiologista, Marcelo Assad, é para que as pessoas prefiram alimentos naturais, como castanhas, frutas e saladas para manter a saúde do coração, durante as festas de fim de ano. 

Excesso de sal e de álcool durante as ceias pode aumentar a pressão arterial
Mais notícias