Quem é Elena Ferrante e por que seus livros fazem tanto sucesso?

Tetralogia da escritora italiana misteriosa ganhou o mundo

Um sucesso e, ao mesmo tempo, um mistério. É difícil encontrarmos alguém que nunca tenha ouvido falar da escritora italiana Elena Ferrante. Mais difícil ainda é encontrar alguém que saiba sua verdadeira identidade. Seu nome é, na verdade, o pseudônimo de quem escreve títulos que alcançaram sucesso editorial mundial.

Considerada uma das autoras contemporâneas vivas mais importantes, Elena é famosa principalmente por sua Série Napolitana, o trabalho da escritora, porém, vai além dos quatro livros seriados de ficção. A atenção que a autora ganhou nos últimos tempos deve-se tanto à qualidade do seu trabalho quanto ao mistério de sua persona.

 

A Tetralogia

Como em toda tetralogia, a Série Napolitana da autora Elena Ferrante, é uma sequência de quatro livros. Críticos sugerem que a narrativa construída em quatro partes aborda a amizade entre mulheres de uma forma muito honesta e transparente e a isso deve-se parte de seu sucesso.

Traduzidos para o português brasileiro, os títulos dos livros que compõem essa tetralogia são, em ordem cronológica: A amiga genial, História do novo sobrenome, História de quem foge e de quem fica e História da menina Perdida. Os livros contam a história de suas amigas, tendo como narradora uma delas, a Elena.

A história acontece em Nápoles e permeia a vida e a amizade de Elena e Rafaela desde a infância até a vida adulta. Num cenário pós-guerra e numa vizinhança humilde, as duas amigas constroem uma amizade longe do clichê romantizado. Inveja, irmandade, intriga e sororidade costuram o drama literário.

 

Livros consagrados da escritora Helena Ferrante
Sucessos da autora – Foto da Internet
Outros títulos

Apesar de ser mais conhecida pela Série Napolitana, que vendeu mais de 40 milhões de exemplares quando combinados os 4 livros, ela tem uma vasta produção. Destaque para o aclamado Frantumaglia – Os Caminhos de Uma Escritora.

Em Fratumaglia, como o livro é comumente abreviado, a autora reúne uma série de cartas, entrevistas e correspondências entre ela e a audiência — desde leitores à imprensa. Configurando, assim, sua única obra não-ficcional. O livro toma dimensões quase biográficas, uma vez que é possível entender melhor a personalidade da aclamada e discreta escritora.

Ferrante tem ainda um livro infantil. Traduzido para o português como Uma Noite na Praia, a fábula é narrada pela boneca Celina. Esquecida na praia por sua dona, Mati, a boneca passa uma longa noite na praia. Repleta de sustos, a aventura só termina com o nascer do sol.

 

O mistério por trás do nome

Além de suas histórias bem escritas, aclamadas pelo público e pela crítica, parte do que torna Elena Ferrante tão especial é o mistério por trás de quem ela seja. Desde que publicou seu primeiro livro, a autora deixou claro que se tratava de um pseudônimo. A real identidade nunca foi relevada.

Há algum tempo, porém, especula-se que a pessoa por trás das obras de Ferrante seja uma tradutora da mesma editora que publica seus livros. Essa discussão acabou desencadeando muitas outras. Questiona-se o direito da autora de se manter anônima ou como a fama e reconhecimento pode mudar a percepção da obra de um artista.

Em sua obra não-ficcional Fratumaglia, a autora usa o trecho de uma entrevista para se posicionar sobre todo esse burburinho. Ela afirma que a única razão que deva motivar alguém ler seus livros, é a qualidade deles e que pouco importa quem os escreveu de fato.

 

Ultimo livro de Helena Ferrante
A vida mentirosa dos adultos – Foto da Internet
O hiato e o retorno

Desde a publicação de História da Menina Perdida, em 2014, a autora havia entrado em hiato. A obra encerrou a Série Napolitana, sendo o quarto livro da narrativa. Esse hiato foi quebrado, porém, com o anúncio de sua nova obra A vida mentirosa dos adultos.

Sem data oficial de lançamento no Brasil, o romance foi lançado na Itália no ano passado e deve ser chegar em junho deste ano aos Estados Unidos.

Mais notícias