Rock in Rio 2019: Ingressos para todos os dias do festival estão esgotados

Os 700 mil ingressos para o Rock In Rio 2019 esgotaram-se na noite desta quinta-feira, 25, apenas 15 dias após o início das vendas. As últimas entradas disponíveis foram para o show do dia 28 de setembro, que terá no Palco Mundo as apresentações de Foo Fighters, Weezer, Tenacious D e CPM 22.

A primeira data esgotada nesta edição foi o dia do metal (4/10), com Iron Maiden e Scorpions, menos de três horas após o início das vendas. Em seguida, acabaram-se as vendas para o dia 6 de outubro, com Muse e Imagine Dragons no Palco Mundo.

Já na segunda semana de vendas, não havia mais entradas para os dias 27 de setembro, com Drake e Cardi B; e 3 de outubro, com Red Hot Chili Peppers e Panic! At The Disco. Ao longo desta semana, esgotaram-se os ingressos para as noites da cantora P!nk (5/10), na quarta-feira; e Bon Jovi (29/7), na quinta. Este ano, o festival ainda contará também com cinco novos espaços para atrações: Espaço Favela, New Dance Order, NAVE – Nosso Futuro é Agora, Fuerza Bruta e Rota 85.

Edição de 2013 teve ingressos esgotados em tempo recorde

Desde que voltou ao Brasil, o tempo de esgotamento dos ingressos para o Rock In Rio tem flutuado edição após edição. Apesar de os 15 dias deste ano terem sido mais rápidos que os 19 da edição de 2017, o festival já viu dias melhores.

Em 2013, todos os 595 mil ingressos disponíveis para o público esgotou em apenas 4 horas e 15 minutos. Já na edição seguinte, a mesma quantidade de entradas levou duas semanas para ser vendida Em 2011, ano que marcou o retorno do evento ao solo brasileiro, tanto os pontos de venda física quanto online esgotaram suas entradas em apenas três dias.

O preço do ingresso pode ter sido um fator decisivo nessa mudança. Na primeira edição desse retorno, as entradas custavam R$ 190 (inteira) e R$ 95 (meia). Este ano, as entradas para um dia de festival custaram R$ 525 (inteira) e R$ 262,50 (meia).

Entre os headliners com maior demanda nos últimos anos, estão Maroon 5 (primeiro a esgotar em 2017), Beyoncé (2013) e Rihanna (2011 e 2015).

Mais notícias