Paraguaios fazem carreata na fronteira para pedir libertação de sequestrados

Indígenas também ameaçam entrar na mata para fazer o resgate

Moradores de Concepcion, um dos departamentos paraguaios que faz fronteira com Mato Grosso do Sul, foram às ruas, em carreata,  neste domingo (13) para pedir a libertação do ex-vice-presidente da República Óscar Dénis e do capataz Adelio Mendonza. Os dois são reféns do grupo guerrilheiro EPP (Exército do Povo Paraguaio).

Uma longa fila de veículos se estendeu por vários quarteirões na avenida dupla Fernando De Pinedo de Concepción, em frente ao monumento em homenagem a María Auxiliadora.

Os moradores de Concepción, além de pedir a libertação do reféns fizerem apelo pedindo o reestabelecimento da paz na região. Entre os participantes estavam as filhas do ex-vice-presidente e familiares do capataz, que é membro da comunidade indígena.

Batizada de “Paraguai sem EPP”, a manifestação soltou centenas de balões brancos simbolizando a Paz. Entretanto, caso Adélio não seja libertado, representantes da etnia Paî Tavyterã, voltaram a ameaçar  entrar na mata em enfrentamento direto com membro do EPP e fazer o resgate dos sequestrados.

Paraguaios fazem carreata na fronteira para pedir libertação de sequestrados
Mais notícias