Cocaína apreendida em operação da PF sairia do país pelo porto de Santos

Polícia desmantelou uma quadrilha de tráfico internacional

A apreensão de 264 quilos de cocaína em operação da PF (Polícia Federal) e PRF (Polícia Rodoviária Federal) na quarta-feira (14) seria distribuída no exterior a partir do Porto de Santos (SP). O caminhoneiro foi preso ainda na região de fronteira em Ponta Porã, a 346 quilômetros da Capital.

As equipes policiais contaram com apoio de equipe de operações aéreas da PRF para fazerem a abordagem ao caminhão Scania G 380, tracionado por dois semirreboques e com placas de Cafelândia (PR). O motorista de 26 anos revelou que levaria a droga até o litoral paulista e receberia R$ 100 mil pelo serviço.

Drogas apreendidas em ação policial. Foto: Divulgação

O caminhão estava carregado com soja e em um fundo falso estavam os tabletes de cocaína, que totalizaram 264 quilos da droga. O rapaz foi preso em flagrante e contou que buscou a cocaína no Paraguai. O veículo e o caminhoneiro foram levados para a Polícia Federal em Ponta Porã.

Tráfico internacional

A apreensão fez parte da Operação Veteranos, entre PF e PRF, que recebeu esse nome por conta do time de futebol amador mantido pelo chefe da quadrilha, que tinha como jogadores os comparsas. Foram cumpridos dois mandados de prisão temporária e 5 de busca e apreensão, todos expedidos pela 1ª Vara da Justiça Federal de Ponta Porã.

Também foi cumprido um mandado de prisão preventiva da Justiça de Birigui (SP). Segundo a PF, o grupo comprava toda a droga em Pedro Juan Caballero e enviava até o litoral paulista no meio de cargas lícitas, para despistar a fiscalização. A suspeita é que mais de meia tonelada tenha sido traficada pelos suspeitos neste ano, em duas ações distintas.

Mais notícias