Publicidade

Botafogo faz o básico, vence e avança na Copa do Brasil

Eliminado precocemente na edição do ano passado, Alvinegro não correu muito perigo

Eliminado ainda na primeira fase da Copa do Brasil do ano passado, o Botafogo exorcizou o fantasma que o assombrava e avançou no torneio. O Botafogo superou o Campinense, por 2 a 0, na noite desta quarta-feira, em Campina Grande, na Paraíba, e garantiu classificação para a segunda fase, na qual vai enfrentar o Cuiabá.

O Botafogo não teve uma grande atuação, mas fez o suficiente para construir uma vitória tranquila. Para alívio de seus torcedores, desta vez não houve sustos, acabando com a possibilidade de uma nova zebra. Pimpão e Alex Santana fizeram os gols da partida, um em cada tempo.

Pimpão abre o placar
Pouco inspirado, o Botafogo abriu o placar aos 32 minutos do primeiro tempo após uma cobrança de escanteio de Luiz Fernando. Gabriel cabeceou para o meio da área e encontrou Pimpão, que mergulhou em direção à bola e superou o goleiro Wagner Coradin. O Campinense quase empatou no fim da primeira etapa. Gatito defendeu um chute de João Paulo e, na sobra, o lateral Jonathan salvou a pátria alvinegra ao se jogar na frente da bola que iria para o gol.

Golaço de Alex Santana
O Botafogo ampliou a vantagem aos oito minutos do segundo tempo. Erik, sempre ele, fez uma boa jogada individual e tocou para Alex Santana. A bola subiu, e o camisa 8 “pegou na veia”: uma bomba que morreu no ângulo direito do goleiro. Foi o primeiro gol dele com a camisa alvinegra. Mais à vontade, o time carioca passou a tocar a bola, esperando o Campinense, já desesperado, abrir espaços, cedendo contra-ataques.

Ritmo de treino no fim
Com o jogo resolvido, o Botafogo cozinhou o jogo até o apito final. O Botafogo até levou perigo em finalizações de Erik e Luiz Fernando, mas não teve sucesso para ampliar ainda mais. Desanimado, o Campinense criou pouco e sentiu o desgaste físico no segundo tempo. Gatito foi pouco acionado, e a zaga alvinegra controlou as ações sempre que preciso.

Criação precisa melhorar
Apesar da vitória, o Botafogo teve um primeiro tempo ruim e dificuldades para criar jogadas de perigo. Kieza está em má fase e não consegue chamar o jogo, tampouco fazer o seu papel de goleador. O camisa 9, inclusive, desperdiçou boa chance na primeira etapa. A equipe depende, muitas vezes, de jogadas individuais e da bola parada para assustar. Ainda é pouco.

Mais notícias