Benefícios do Enem incluem bolsa de estudo, financiamento e estudo no exterior

Estudantes podem ter acesso ao SiSU, ao Prouni, ao Fies e outros

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2018) recebeu 5.513.662 inscrições confirmadas para as provas, realizadas em 04 e 11 de novembro. Durante os dias, foram 180 questões objetivas e uma redação. Por ser considerada a maior avaliação de estudantes que finalizam a educação básica no Brasil, o exame pode definir os próximos passos dos participantes.

“Eu gostei bastante dos dois dias da prova. Caíram assuntos que eu tinha visto na escola e que estavam bem ‘frescos’ na minha memória”, relembra Camila Amorim, de apenas 16 anos. A estudante está entre as 190.361 pessoas com até 16 anos que participaram do exame. Entre todas as faixas etárias permitidas, os participantes de 21 a 30 anos respondem pelo maior percentual de inscritos: são 1.865.292 pessoas que representam 33.83%.

Em 2018, Amorim terminou o ensino médio e já escolheu o curso superior que irá fazer nos próximos anos. “Eu quero cursar Medicina e farei o Enem até conseguir. Esse ano, eu fiz a prova apenas para treinar e confesso que gostei bastante da experiência”, ressalta. A divulgação do resultado está prevista para 17 de janeiro de 2019. Confira quais são as oportunidades disponíveis para os estudantes que participam do Enem:

Sistema de Seleção Unificada 2019

As inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (SiSU 2019) acontecem entre 22 e 25 de janeiro. O processo seletivo oferta milhares de vagas para a graduação. Nesta edição, 130 Instituições de Ensino Superior (IES) garantem o ensino público e gratuito por meio de milhares de vagas.

Financiamento (Fies e P-Fies)

O Novo Fies é o nome dado ao financiamento estudantil reformulado pelo Governo Federal para o ano de 2018. Atualmente, o estudante pode contratar o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), que ofertará 100 mil vagas em 2019 por meio do Ministério da Educação; ou o Programa de Financiamento Estudantil (P-Fies), contratado junto às instituições financeiras.

É importante destacar que o Fies e o P-Fies adotam critérios de renda para a seleção e que se tratam de formas de empréstimo. Portanto, todo o valor deverá ser pago após a graduação, com acréscimo de juros em determinados casos.

Universidade para Todos

O Programa Universidade para Todos (Prouni) é o programa do Governo Federal implantado para conceder bolsas de estudo parciais (50%) e integrais (100%) em instituições privadas de ensino. Para ter direito, o candidato precisa estar enquadrado nos critérios de renda familiar pré-estabelecidos.

Estudar no exterior

É possível estudar em Portugal com a nota do Enem. Em agosto de 2018, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) firmou convênio com a 35ª universidade portuguesa, que passou a adotar o exame como critério de seleção de brasileiros. Mais de 1,2 mil brasileiros já foram beneficiados desde abril de 2018. A primeira universidade a participar do convênio foi a Universidade de Coimbra (UC), em 2014.

Faculdades privadas

Existem faculdades que adotam a nota do Enem independente dos programas citados anteriormente, o que dispensa o vestibular tradicional. A pontuação necessária é estabelecida pela faculdade, no entanto, a maioria usa a média mínima utilizada pelo Ministério da Educação (MEC) em seus programas.

Bolsa de estudo

Existem instituições de ensino que ofertam bolsa de estudo sem a obrigatoriedade da participação no Enem. O Educa Mais Brasil disponibiliza até 70% de desconto em graduações por meio de instituições parceiras em todo o território nacional. O estudante pode optar por cursos presenciais e a distância (EAD).

 

Agência Educa Mais Brasil

 

Mais notícias