Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

Angra decreta situação de emergência e pode desligar usinas nucleares

Anuncio foi feito pelo prefeito Fernando Jordão (MDB)

A prefeitura de Angra dos Reis, na Costa Verde Fluminense, decretou situação de emergência, em decorrência da greve dos caminhoneiros. Segundo anúncio do prefeito Fernando Jordão (MDB), neste sábado (24), não resta mais nenhum tipo de combustível nos postos do município litorâneo.

“Não há mais combustível, nem gasolina, etanol, nem diesel e nem gás natural, porque o transporte é feito por rodovias. Vai faltar combustível usinas, para as ambulâncias e até para as viaturas da defesa civil”, garantiu o emedebista.

Em nota, a prefeitura alegou que a situação coloca em risco o Plano de Emergência das duas usinas nucleares sediadas em Angra. Jordão ainda analisa a possibilidade de pedir o desligamento de Angra I e II, caso não haja prioridade no abastecimento de combustível.

No município, a concessionária de transporte coletivo já reduziu a frota nas ruas e as aulas nas escolas da rede pública foram adiadas, para poupar combustível para os casos mais emergentes, segundo o prefeito.

Também por meio de decreto, o município criou o Comitê de Gerenciamento de Crise, dirigido pelo prefeito em parceria com a secretaria de Relações Institucionais, de Administração, de Segurança Pública, Procuradoria-Geral do Município, de Saúde e, ainda, Defesa Civil.

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...