Rejeição à política marca primeira rodada de pesquisa em Jardim

A corrida pré-eleitoral já está nas ruas e bastidores da cidade.

Neste sentido, o Instituto Ética de Pesquisas, realizou sondagem neste mês de agosto, entrevistando 487 eleitores na cidade de Jardim. A margem de erro é de cinco pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%.

O eleitor que se mostra descontente com o atual quadro político, ainda está bastante frio quanto aos nomes numa disputa municipal.

Quanto a gestão da prefeitura de Jardim, na pergunta se aprovam ou não aprovam a atual gestão do prefeito Guilherme Monteiro (PSDB) levando em conta a margem estatística, a resposta foi que 55,7% não aprovam o atual prefeito. O percentual de eleitores que não sabem ou não responderam é de 18%.

Prefeito Guilherme Monteiro (PSDB) e Dra Clediane Matzenbacher – Foto: Divulgação

Quando perguntado ao eleitor sobre – a questão de reeleição?  55% dos eleitores afirmam que são contra a reeleição.

Serviços públicos como falta de saúde, creches e asfalto também foram citados nas entrevistas sobre melhorias desejadas.

E em um quadro estimulado com somente dois nomes na disputa, o nome da advogada Clediane Matzenbacher surge como grande novidade frente aos nomes tradicionais, como Jaime,  Pastor Daniel e o atual prefeito Guilherme Monteiro.

Em um confronto direto, entre os dois Pré candidatos, Dra Clediane aparece com 19,3% e o atual gestor com 22%, um empate técnico, que impactou a pacata cidade de Jardim.

O recado dos eleitores ganha força em torno de um novo nome na corrida eleitoral pela disputa da prefeitura municipal e com certeza, números como este vão movimentar as alianças.