Política / Transparência

TCE-MS gasta R$ 15,6 mil para dar desconto a servidores em vacinação contra a gripe

Funcionários do Tribunal de Contas deverão pagar R$ 40 para receberem vacina quadrivalente; para parentes, valor sobe para R$ 100

Humberto Marques Publicado em 08/04/2021, às 14h02

TCE-MS pagará R$ 39 por dose de imunizante à Vaccini
TCE-MS pagará R$ 39 por dose de imunizante à Vaccini - Agência Brasil/Arquivo

Extrato de empenho publicado nesta quinta-feira (8) no Diário Oficial do TCE-MS (Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul) confirma a compra, pela Corte de Contas, de vacinas contra a gripe para seus servidores. O contrato, firmado com a Clínica de Vacinação NFS S/S Ltda-EPP (a Vaccini), prevê a destinação de R$ 15,6 mil para pagar as doses.

O edital prevê a compra de vacinas quadrivalente cepa 2021 “com o objetivo de imunizar servidores deste Tribunal de Contas”. A reportagem não encontrou no portal da transparência do TCE-MS mais detalhes sobre a compra das vacinas, como o quantitativo. Contudo, via assessoria, a Corte de Contas detalhou o convênio para a vacinação.

Ao todo, foram adquiridas 400 doses do imunizante pela Corte de Contas, o que representaria um gasto unitário de R$ 39 por dose de vacina. Porém, os servidores do TCE-MS terão de pagar R$ 40 para garantir a imunização, elevando o custo per capita da vacina para R$ 79 por servidor –ainda abaixo dos R$ 170 cobrados pela vacina a um cidadão comum.

O TCE-MS iniciou nesta quinta-feira a aplicação de vacina, em sistema drive-thru, que vai funcionar até sexta (9), sempre das 8h30 às 11h. O sistema foi adotado por conta da pandemia de coronavírus, que gera riscos de contágio pela Covid-19 nas aglomerações. A campanha de vacinação abrange servidores da ativa e aposentados.

O valor de R$ 40 vale para os servidores. Dependentes, cônjuges, pais dos servidores e filhos com mais de 18 anos também poderão ser imunizados, mas, neste caso, o valor a ser pago pelo funcionário é de R$ 100 por dose. Neste caso, deve ser preenchido um cadastro solicitando a imunização.

Os funcionários da Corte que forem se imunizar foram orientados a não solicitar as doses caso apresentem quadro de febre ou gripe nas últimas 24 horas ou que tomaram a vacina contra o coronavírus a menos de 14 dias. Servidores nessa situação devem mandar um representante até o drive-thru para deixar paga a vacina com desconto, a fim de a receber futuramente –não será possível pleitear o benefício diretamente na clínica.

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSei4U54GmoRP_nDNPDKD8tG2SAV_lc0k8Adl_pc0abbFwoOUw/viewform?gxids=7628

Jornal Midiamax