Política / Transparência

Sem licitação, empresa receberá R$ 389 mil por manutenção em sistema de folha de pagamento do TCE-MS

MPS Informática seria a criadora do sistema utilizado pela Corte de Contas; prestação de serviço será mensal

Humberto Marques Publicado em 07/04/2021, às 17h05

Sede do TCE-MS
Sede do TCE-MS - Divulgação

Termo de ratificação de inexigibilidade de licitação publicado na edição desta quarta-feira (7) do Diário Oficial do TCE-MS (Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul) confirmou à MPS Informática Ltda. contrato de R$ 389.300, sem licitação, para prestação de serviços à Corte de Contas. O dispositivo foi assinado pelo presidente do tribunal, conselheiro Iran Coelho das Neves, na segunda-feira (5).

Conforme o termo de ratificação de inexigibilidade 001/2021, a MPS Informática receberá o valor pela “prestação de serviços de manutenção mensal corretiva e evolutiva dos Sistemas de Folha de Pagamento e Histórico Funcional MPS, bem como atividades de integração e atualização funcional de módulos integrantes desses aplicativos”. A empresa seria a criadora do sistema.

O acordo teve aval de parecer da Assessoria Jurídica da Presidência do TCE-MS, anexado ao processo.

Jornal Midiamax