Política / Transparência

Instituto Acqua vai receber R$ 4,5 milhões do governo para implantar 10 leitos de UTI

Em mais um termo aditivo, o Instituto Acqua, O.S responsável pela administração do Hospital Regional Dr. José de Simone Netto em Ponta Porã, vai receber do governo estadual R$ 4,5 milhões para implantar 10 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva). O extrato do termo aditivo ao contrato de gestão foi publicado no Diário Oficial […]

Renata Volpe Publicado em 26/03/2021, às 08h40 - Atualizado às 09h10

Hospital Regional de Ponta Porã. (Reprodução)
Hospital Regional de Ponta Porã. (Reprodução) - Hospital Regional de Ponta Porã. (Reprodução)

Em mais um termo aditivo, o Instituto Acqua, O.S responsável pela administração do Hospital Regional Dr. José de Simone Netto em Ponta Porã, vai receber do governo estadual R$ 4,5 milhões para implantar 10 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

O extrato do termo aditivo ao contrato de gestão foi publicado no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (26). Nele, consta que os recursos para pagamento do adicional são do Fundo Especial de Saúde de Mato Grosso do Sul.

Sendo assim, o hospital deverá implantar 10 novos leitos de UTI Covid -19 em caráter de urgência, no Hospital Regional Dr. José de Simone Netto. 

Portanto, o valor será para manter os leitos por 180 dias, ou seja, seis meses.  

No dia 15 deste mês, o Instituto já recebeu R$ 480.000,00 de uma nota de empenho e mais R$ R$ 270.000,00 de empenho inicial. 

Outros termos aditivos

No dia 5 deste mês, o contrato entre o governo estadual e o Instituto sofreu o 4º aditivo também para implantação de 40 leitos de UTI e clínicos para atender pacientes com Covid-19. O valor foi de R$ 10.172.845,50.

Em 18 de fevereiro, já foi repassado o valor de R$ 734.705,51 (setecentos e trinta e quatro mil setecentos e cinco reais e cinquenta e um centavos). 

Em agosto do ano passado, o Instituto recebeu R$ 6,8 milhões por 10 leitos de UTI e 20 leitos clínicos, todos para atender pacientes com coronavírus. A ampliação, segundo explicou o prefeito do município, Hélio Peluffo (PSDB), é de 10 leitos de UTI, que agora, somam 20 vagas para pacientes com Covid-19. 

Jornal Midiamax