Política / Transparência

Agesul reajusta contrato e pavimentação da MS-223 sobe para 56,1 milhões

A Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos de Mato Grosso do Sul) reajustou o valor do contrato com a empresa Vale do Rio Novo Engenharia e Construções em R$ 3,4 milhões. O extrato do termo aditivo foi publicado na edição desta quinta-feira (25) do DOE (Diário Oficial Eletrônico). Com isso, o serviço fica orçado […]

Adriel Mattos Publicado em 25/02/2021, às 10h07 - Atualizado às 13h23

Foto ilustrativa | Divulgação, Agesul
Foto ilustrativa | Divulgação, Agesul - Foto ilustrativa | Divulgação, Agesul

A Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos de Mato Grosso do Sul) reajustou o valor do contrato com a empresa Vale do Rio Novo Engenharia e Construções em R$ 3,4 milhões. O extrato do termo aditivo foi publicado na edição desta quinta-feira (25) do DOE (Diário Oficial Eletrônico).

Com isso, o serviço fica orçado em R$ 56,1 milhões. O trecho que está sendo asfaltado corresponde a 28,500 km, entre Figueirão e Costa Rica. Especificamente, entre estaca 00 à 1425+0,00.

O aumento foi autorizado após “reprogramação da planilha da obra”. Em janeiro, a agência prorrogou o contrato até abril deste ano. 

Inicialmente, as obras custariam R$ 42,1 milhões, mas sofreram diversos aditivos desde 2019. Isso representa um aumento de 33,17% em quase dois anos de contrato.

Outro trecho

Na semana passada, a Agesul autorizou a prorrogação por 120 dias (cerca de quatro meses) o contrato com a Sollis Terraplanagem e Pavimentação em outro trecho da MS-223, em Coxim. Assinado em junho de 2020, o serviço está orçado em R$ 15,4 milhões, após receber aditivo em dezembro.

A prorrogação vai até 18 de junho. Pelo termo assinado, a empresa abriu mão do direito de reajuste do contrato que está previsto para julho de 2021.

Este outro lote prevê a pavimentação de um trecho de 9 km e a restauração de 0,6 km de outro entre a BR-359, entre os distritos de Silviolândia e Jauru até a Colônia São Romão.

Jornal Midiamax