União abre licitação para manutenção e sinalização do Rio Paraguai

O serviço do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) será realizado em trechos de Corumbá.

O do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), ligada ao Governo Federal, iniciou nesta quinta-feira (19), o início do processo licitatório para contratar empresa responsável pela dragagem, desobstrução e sinalização do , em Corumbá, a 417 quilômetros de Campo Grande.

Conforme o departamento, a manutenção deve garantir maior navegabilidade comercial, turística e de lazer para os viajantes que passam pela principal bacia hidrográfica da região pantaneira.

“A hidrovia do rio Paraguai é uma rota importante para o escoamento de grãos (soja, milho) e minérios (ferro e manganês), com destino à Argentina e Uruguai, de onde seguem para os mercados europeu e asiático. O DNIT atua para que a hidrovia do rio Paraguai tenha as condições necessárias para se obter a mais ampla liberdade de trânsito fluvial de transporte de pessoas, de bens, e a livre navegação ao longo do trecho. A empresa contratada realizará a manutenção das condições e dispositivos já existentes na hidrovia”, informou em nota.

As obras de dragagem, que é uma técnica de limpeza desassoreamento, alargamento, desobstrução, remoção, derrocamento ou escavação de material do fundo de rios, lagoas, mares, baías e canais, deve auxiliar na fluidez e segurança da navegação, além de garantir as atividades de pesca e recreação, que são intensas e tradicionais no Pantanal.

Nível da água

De acordo com o boletim hídrico do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul), o rio está seguindo rumo a normalidade, após a severa estiagem deste ano. Segundo o levantamento de hoje, no trecho de Ladário, a régua já marca 8 centímetros.

União abre licitação para manutenção e sinalização do Rio Paraguai
Mais notícias