População estranha, mas ex-prefeito confirma que solicitou auxílio com esposa e filha em MS

O ex-prefeito afirma que a família se enquadra nas regras para solicitação do benefício

de Bela Vista, Douglas Rosa Gomes, admitiu que ele e a família receberam auxílio emergencial do Governo Federal. O atual pré-candidato pelo partido Progressista afirma que ele, a esposa e filha se enquadram nas regras para solicitação do benefício.

O nome de Douglas foi enviado por meio de denúncia anônima, para averiguação de possível fraude. A informação chegou após o Jornal Midiamax publicar uma série de reportagens divulgando listas com os nomes dos beneficiários do auxílio em todos os municípios de .

Assim, a equipe de reportagem procurou o pré-candidato, que após questionamento, afirmou que a família solicitou o benefício. “Isso, é verdade. Eu tenho , sou profissional liberal, minha filha mora em Antônio João e é desempregada, minha esposa é autônoma”, explicou.

População estranha, mas ex-prefeito confirma que solicitou auxílio com esposa e filha em MS
Foto: Especial Midiamax | Portal da Transparência.

Por fim, Douglas garantiu que ninguém da família tem renda fixa. “Eu não tenho salário fixo”, afirmou. Douglas Rosa Gomes e Bellinda Lopes Gomes receberam R$ 600 de benefício, cada um. Já a filha do ex-prefeito, recebeu R$ 1,2 mil do auxílio emergencial.

Então, juntos, pré-candidato, esposa e filha já receberam R$ 2,4 mil do auxílio emergencial. Douglas Rosa Gomes foi lançado como pré-candidato a prefeito de Bela Vista e deve disputar vaga de as Eleições Municipais de 2020.

Moradores da cidade acharam estranho o nome do ex-prefeito na lista de beneficiários, pois acreditavam que o político não teria os pré-requisitos para sacar o benefício do Governo Federal.

Na prestação de contas de 2016, quando Douglas também disputou as eleições em Bela Vista, ele declarou ter R$ 120 mil em bens, entre dois carros populares, um Celta duas portas em um Corsa e uma casa no valor de R$ 80 mil.

Beneficiários e fraudes

Caso tenha verificado a lista de pessoas que receberam auxílio emergencial e suspeitado de alguma fraude na solicitação do benefício, você pode entrar em contato com o Jornal Midiamax. Assim, os jornalistas da nossa redação irão levantar os dados e levar às autoridades responsáveis com o máximo de responsabilidade. Por fim, ao realizar uma denúncia você recebe sigilo de informação, garantido por lei.

Fala Povo: O leitor pode falar direto no WhatsApp do Jornal Midiamax pelo número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Se preferir, você também pode falar com o Jornal direto no Messenger do Facebook.

Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total sigilo garantido pela lei.

População estranha, mas ex-prefeito confirma que solicitou auxílio com esposa e filha em MS
Mais notícias