Quantidade de serviço ficou abaixo do previsto, diz secretário sobre diminuição de R$ 67 mil no Reviva

Contrato foi prorrogado por mais dois meses e a estimativa é que a obra no Centro passe para próxima fase em agosto

Contrato do Reviva Centro, no que se refere à reforma da Rua 14 de Julho, teve ‘desconto’ de R$ 67,9 mil no valor total, porque a quantidade de serviços ficou abaixo do previsto, afirmou o secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos, .

Na edição de terça-feira (21) do Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande), o município informa a prorrogação do contrato do Reviva Centro com a Engenharia e Participações por dois meses, além de suprimir o o valor citado.

Ainda segundo o titular, a obra na Rua 14, que entre a Avenida Fernando Corrêa da Costa até a , já foi entregue, está em fase final e, em agosto, nova licitação será lançada abrangendo outras vias da região central.

Com a supressão, o contrato com a Engenharia e Participações passou de R$ 60.455,110,03 para R$ 60.387.117,09, enquanto a data válida agora é de 7 de setembro de 2020. Em setembro de 2019, o município acrescentou R$ 11.216.603,21, chegando ao valor que hoje tem parte suprimida.

Desde 2018, a empresa toca obra do Reviva Centro, por meio de financiamento da  com o BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento).

Quantidade de serviço ficou abaixo do previsto, diz secretário sobre diminuição de R$ 67 mil no Reviva
Mais notícias