Por inadimplência, todos contratos mantidos com a Selco serão rompidos, avisa secretário

Nesta quinta-feira, a Prefeitura de Campo Grande convocou empresa para se manifestar sobre o rompimento de um convênio

A Prefeitura de Campo Grande comunicou em Diário Oficial nesta quinta-feira (16) a rescisão de um contrato com a Selco Infraestrutura. Segundo o secretário de Infraestrutura em exercício, Ariel Serra, o motivo é que a empresa está inadimplente, o que a impede de manter contratos com o Poder Público. Com isso, todos outros convênios serão rompidos também, informa.

Na publicação, o município convoca representante da construtora para tomar conhecimento “quanto ao ato de rescisão do Contrato n. 353/2012”, que previa serviço de engenharia para implantação da iluminação pública ornamental dos Córregos Bálsamo e Segredo, obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) 2.

A Selco terá três dias úteis para se manifestar e, caso não haja resposta, a Prefeitura entenderá como aceitação da medida e vai rescindir o contrato unilateralmente. Ariel explicou que a segunda colocada na licitação será chamada. “E, no caso de não haver interesse, temos que licitar novamente a obra do estágio em que se encontra”.

De acordo com o secretário, outro contrato que será rompido é o que prevê obras no Jardim Seminário e Vila Nasser, cujas intervenções “estão passando por nova licitação”. “Ela [Selco] está inadimplente em todos os seus contratos”.

A Secretaria de Infraestrutura fará o levantamento de todos os convênios que serão rescindidos e quais obras a medida impactará. A reportagem tentou contato com a empresa pelo telefone disponível na internet, quando o nome da Selco é pesquisado, mas os números deram como inexistente.

Mais notícias