Na lista do auxílio de R$ 600, mulher do prefeito de Rio Negro reclama de ‘julgamentos’

Primeira-dama de Rio Negro alega não ter se cadastrado para receber auxílio

Primeira-dama de Rio Negro, Camila Alves de Freitas, de 27 anos, registrou boletim de ocorrência após ‘sofrer julgamentos’ na cidade ao constar na lista divulgada pela como beneficiária do auxílio emergencial do Governo Federal. Esposa do prefeito Cleidimar Camargo, o Buda do Lair, Camila nega ter recebido ou se cadastrado.

Ela diz ser casada com Buda e que, por isso, ‘está sofrendo julgamentos da população em geral, situação essa que está causando desconforto pessoal e familiar’. Camila disse que chegou a receber um número de protocolo no celular, mas que nunca solicitou o auxílio.

A polícia a orientou a procurar a Delegacia de Polícia de São Gabriel do Oeste para orientações a cerca do tipo de fraude e demais encaminhamentos ou ligar para os números de denúncia em fraude do auxílio emergencial.

Beneficiários e fraudes

Caso tenha verificado a lista de pessoas que receberam auxílio emergencial e suspeitado de alguma fraude na solicitação do benefício, você pode entrar em contato com o Jornal Midiamax. Assim, os jornalistas da nossa redação irão levantar os dados e levar às autoridades responsáveis com o máximo de responsabilidade. Por fim, ao realizar uma denúncia você recebe sigilo de informação, garantido por lei.

Nem sempre estar na listagem do auxílio emergencial de significa que o titular fraudou, já que muitos foram surpreendidos com o uso dos dados pessoais no benefício.

Esses valores são as parcelas já disponibilizadas na conta dos beneficiários, não sendo possível afirmar se foi sacado. Se alguém tiver recebido de forma indevida, também pode usar o link para devolução voluntária.

Vale lembrar que as informações são todas oficiais, disponibilizadas pelo Portal da Transparência do Governo Federal, mantido pela Controladoria-Geral da União (CGU). O Ministério da Cidadania é responsável pela gestão e base de dados do programa assistencial criado por causa da pandemia do novo coronavírus, que causa Covid-19.

Na lista do auxílio de R$ 600, mulher do prefeito de Rio Negro reclama de 'julgamentos'
Mais notícias