MPMS vai investigar denúncias de irregularidades em ‘curso de bombeiro mirim’ em Campo Grande

Denúncias também afirmam que curso acarretaria risco às crianças e adolescentes matriculados

O (Ministério Público Estadual) tornou público nesta sexta-feira (10) a conversão de Procedimento Preparatório em Inquérito Civil que vai investigar descumprimento de contrato e outras eventuais irregularidades em curso de “bombeiro civil mirim”, realizado em Campo Grande.

A investigação ficará a cargo do Fabrício Proença de Azambuja, na 25ª Promotoria de Justiça de Campo Grande, e é motivada por denúncias de que além de irregularidades na prestação do serviço, o curso também acarretaria risco às crianças e adolescentes matriculados.

Conforme denúncias que ganharam as redes sociais em 2019, o diretor do projeto, Dyone Dias Luzini, que mantém a empresa com sede em Rondonópolis (), foi alvo de reclamação de pais de crianças matriculadas por supostos descumprimentos contratuais e e aplicação de multa abusiva no distrato.

MPMS vai investigar denúncias de irregularidades em ‘curso de bombeiro mirim’ em Campo Grande
Mais notícias