Política / Transparência

Ministério prorroga presença da Força Nacional para combater crime organizado em MS

O Ministério da Justiça e Segurança Pública prorrogou por mais 60 dias a presença da Força Nacional de Segurança Pública em Mato Grosso do Sul para reforçar o combate ao crime organizado nas fronteiras com Paraguai e Bolívia. A portaria foi publicada na edição desta quinta-feira (31) do DOU (Diário Oficial da União). A prorrogação […]

Adriel Mattos Publicado em 31/12/2020, às 07h23 - Atualizado às 12h23

Ministério ainda vai determinar efetivo total que será enviado ao Estado. (Foto: Antonio Cruz, Agência Brasil)
Ministério ainda vai determinar efetivo total que será enviado ao Estado. (Foto: Antonio Cruz, Agência Brasil) - Ministério ainda vai determinar efetivo total que será enviado ao Estado. (Foto: Antonio Cruz, Agência Brasil)

O Ministério da Justiça e Segurança Pública prorrogou por mais 60 dias a presença da Força Nacional de Segurança Pública em Mato Grosso do Sul para reforçar o combate ao crime organizado nas fronteiras com Paraguai e Bolívia. A portaria foi publicada na edição desta quinta-feira (31) do DOU (Diário Oficial da União).

A prorrogação passou a contar desde ontem, quarta-feira (30) e vai até 27 de fevereiro de 2021. Desde 2014 a pasta mantém tropas na região.

Fronteira

A Força Nacional já atua há vários meses em Caarapó e Dourados. A presença das tropas nas duas cidades foi prorrogada, em novembro, até 15 de janeiro de 2021.

O objetivo é  acompanhar os conflitos entre indígenas e produtores rurais na região de Dourados. Já em Caarapó, tropas atuam desde 2016, após o ataque e morte do Guarani-Kaiowá e agente de saúde indígena Cloudione Rodrigues Souza, de 26 anos.

*(Texto editado às 9h35 para atualização de informações)

Jornal Midiamax