Mais votado, chefe de gabinete é indicado e assume lugar de Passos no comando do MPMS

Publicação deve sair nesta quarta-feira (8) no Diário Oficial do Estado

Encabeçando a lista tríplice para formada para escolha do novo PGJ (Procurador-Geral de Justiça), o chefe de gabinete da atual gestão, promotor de Justiça Alexandre Magno Benites Lacerda, assumirá o comando do MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) no lugar de Paulo César dos Passos pelos próximos dois anos.

Seu nome foi indicado pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) após receber 191 votos dos colegas, em votação realizada na última semana por meio eletrônico, como forma de evitar a disseminação do novo coronavírus COVID-19. A nomeação deve ser publicada no Diário Oficial do Estado de MS desta quarta-feira (8). A decisão final sobre a escolha do sucessor na Procuradoria-Geral de Justiça cabe ao governador do Estado. Tradicionalmente, o chefe do Executivo segue a decisão dos demais integrantes do MP.

“Chefiar uma instituição tão importante para a sociedade como o Ministério Público é um desafio que, temos certeza, o novo procurador-geral de Justiça saberá enfrentar com determinação. É um jovem que desde o início da carreira se destacou pelo empenho, comprometimento e dedicação. E temos certeza que a harmonia entre o Executivo e os outros poderes e instituições, elemento fundamental para um trabalho profícuo, prosseguirá nos próximos anos”, disse Reinaldo, sobre a chancela ao nome do promotor.

Alexandre Magno, que atuava como uma espécie de chefe de gabinete de Passos, desincompatibilizou-se da função de secretário-geral da atual gestão, na qual era o responsável, por exemplo, pela ordenança de despesas e análise e revisão das atribuições dos cargos efetivos do quadro de servidores. O fato de ter passado 10 de seus 14 anos de MPMS em funções políticas chegou a ser alvo de críticas por parte de colegas.

Mesmo assim, o segundo lugar na votação, promotor Paulo Cesar Zeni, ficou 71 posições atrás dele, obtendo apenas 120 votos. Essa será a primeira vez que o MPMS será comandado por promotor de Justiça. “É um orgulho ser nomeado o primeiro promotor de Justiça para o cargo de Procurador-Geral de Justiça. Da mesma forma, parabenizo o governador Reinaldo Azambuja pelo espírito democrático de respeitar a vontade de respeitar a vontade da maioria da classe, e pelo compromisso de trabalhar com todos os poderes e instituições na defesa incondicional da sociedade sul-mato-grossense”, disse o novo PGJ.

Mais votado, chefe de gabinete é indicado e assume lugar de Passos no comando do MPMS
Mais notícias