Governo suplementa R$ 8,7 milhões para saúde e segurança

SES retirou verba do HRMS e de outras áreas para destinar para ações de Atenção à Saúde

O governador de Mato Grosso do Sul, (), assinou decreto de suplementação do orçamento na ordem de R$ 8,7 milhões. O decreto foi publicado na edição desta quarta-feira (30) do DOE (Diário Oficial Eletrônico).

No Fundo Especial de Saúde, foram cancelados R$ 6,1 milhões da atenção à saúde regionalizada; R$ 1,3 milhão e R$ 10,7 mil para adequação de unidades da rede de atenção especializada das macrorregiões; R$ 358,9 mil para ações de Vigilância em Saúde, prevenção e controle de doenças e agravos à saúde; R$ 241,5 mil para gestão e manutenção do Fundo Estadual de Saúde; R$ 54,2 mil para gestão e manutenção do Hospital Regional de Mato Grosso do Sul (HRMS) “Rosa Pedrossian”, em Campo Grande; R$ 2 mil para estruturação de unidades para qualificação da Vigilância em Saúde e R$ 936 para implementação de ações, programas e estratégias de atenção à saúde.

Essa última área vai receber todo o volume de R$ 8,1 milhões.

Na Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública), foram cancelados R$ 510,7 mil para manutenção e operacionalização da pasta. Desse montante, R$ 110,7 mil ficam na mesma área e os R$ 400 mil restantes vão para reestruturação física das unidades de .

Governo suplementa R$ 8,7 milhões para saúde e segurança
Mais notícias