Governo suplementa R$ 1,6 milhão para pagamento de dívidas e assistência social

Estado destinou ainda recursos para o HRMS e Sejusp

O governador de Mato Grosso do Sul, (PSDB), assinou decreto abrindo crédito suplementar de R$ 1,6 milhão para despesas em diversas áreas. O texto foi publicado na edição desta quarta-feira (23) do Diário Oficial Eletrônico (DOE).

A maior fatia, de R$ 1 milhão vai para parcelamento de dívida do (Instituto Nacional do Seguro Social) e outros. Para isso, o governo retirou o mesmo valor de “Pagamento de Outros Serviços e Encargos”.

Para operacionalização e gestão do SUAS (Sistema Único de ), foram destinados R$ 286,5 mil. Assim, foi cancelado o mesmo valor, destinado para ações do Sisan (Sistema de Segurança Alimentar e Nutricional).

Para manutenção e operacionalização da Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública), foram destinados R$ 200 mil.

O Fundo Estadual de Saúde perdeu R$ 131 mil, que foram destinados para gestão e manutenção do Hospital Regional de Mato Grosso do Sul (HRMS) “Rosa Pedrossian”, em Campo Grande.

Do Fundo Estadual de , foram cancelados R$ 38,4 mil da oferta de  serviços socioassistenciais de proteção social especial regionalizados e destinados para fortalecimento de instâncias de controle social, articulação e pactuação.

Governo suplementa R$ 1,6 milhão para pagamento de dívidas e assistência social
Mais notícias