Fechadas pelo Governo de MS, 4 escolas são oficialmente do município

Decreto oficializando o repasse foi divulgado no Diário Oficial de Campo Grande

Fechadas pelo Governo de Mato Grosso do Sul, quatro escolas foram “municipalizadas” pela Prefeitura de Campo Grande, de acordo com decreto divulgado no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande) desta quarta-feira (29). O Executivo municipal já havia dito que assumiria as instituições e o ato de hoje oficializa a medida.

São as escolas, antes estaduais, Nicolau Fragelli, na Avenida Euler de Azevedo, Professor Carlos Henrique Schrader, Rua Tito Madi, Advogado Demosthenes Martins, Rua Ariramba, e Professora Hilda de Souza Ferreira, que fica na Rua Mangabeira.

Segundo o documento, as instituições serão utilizadas pela Reme (Rede Municipal de Ensino) para educação básica, nas etapas da educação infantil e ensino fundamental – antes, as escolas ofereciam turmas do ensino médio. Os nomes serão mantidos, mas em vez de “estadual” em frente à nomenclatura, será “municipal”.

No fim do ano passado, a Secretaria de Educação de Mato Grosso do Sul anuniciou o fechamento de 13 escolas em MS. Seis delas seriam repassadas aos municípios. As medidas foram duramente criticadas pela comunidade escolar e vereadores, mesmo assim, o governo manteve a decisão.

Naquela ocasião, a secretária de Educação do Estado, Maria Cecília Amendola da Motta, afirmou que a escola Professor Carlos Henrique Schrader daria lugar à Fundesporte (Fundação de Desporto e Lazer). Em 17 de janeiro, o Executivo estadual oficializou os termos de cooperação, repassando as quatro unidades a Campo Grande.

Em dezembro, após o anúncio de fechamento, o prefeito Marquinhos Trad (PSD) garantiu que iria manter as escolas abertas e em pleno funcionamento, ampliando o número de vagas. Ele ressaltou ainda não ter motivos para que as escolas ficassem fechadas.

Fechadas pelo Governo de MS, 4 escolas são oficialmente do município
Mais notícias