Ex-prefeito de Água Clara é exonerado do cargo em comissão da Segov

Silas José da Silva recebia mensalmente do governo R$ 11,2 mil

O ex-prefeito de Água Clara, Silas José da Silva () foi exonerado nesta quarta-feira (1º) do cargo em comissão da Segov (Secretaria de Estado de Governo e Gestão Estratégica).

Silas foi gestor do município entre 2012 e 2016 e foi afastado do cargo em 2015 pelo Gaeco (Grupo de Atuação no Combate ao Crime Organizado) suspeito de pagar propina aos vereadores do município.

Em maio do ano passado, o ex-prefeito foi multado pelo TCE-MS (Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul) por diferenças entre o valor licitado em contrato de merenda escolar e o efetivamente pago à empresa.

Contudo, em abril deste ano, uma auditoria na prefeitura municipal feita pelo TCE mostrou que Silas precisará devolver R$ 430 mil pagos sem licitação e sem comprovação de despesas.  Foram constatados atos apurados na auditoria realizada na prefeitura no ano de 2016.

O ex-prefeito ganhou um cargo em comissão de Direção Gerencial Superior e Assessoramento, símbolo DCA-3, no Escritório de Gestão Política, em 2017 e tinha salário de R$ 11.227,38 mensais, conforme o .

A exoneração de hoje é assinada pelo titular da Segov, Eduardo Riedel. Segundo a assessoria de imprensa da Secretaria, a exoneração foi a pedido do servidor.

Ex-prefeito de Água Clara é exonerado do cargo em comissão da Segov
Mais notícias