Empresa terá 120 dias para concluir asfalto na MS-382, em Bonito

Teccon S/A vai receber mais de R$ 6 milhões para concluir asfalto em trecho de 7,8 quilômetros

A Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) publicou o contrato com a empresa Teccon S/A – Construção e Pavimentação no valor de R$ 6.095.389,93 para concluir a pavimentação asfáltica na MS-382, em Bonito, distante 298 quilômetros de Campo Grande. 

O extrato está no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (29). A empresa foi contratada para concluir as obras de pavimentação asfáltica na rodovia, no trecho entre a Serra da Bodoquena e a Nascente do Córrego Cerradinho, no município. São 7,88 quilômetros de asfalto.

Os recursos para as obras são do Fundersul (Fundo de Desenvolvimento Rural de MS). A empresa tem 120 consecutivos para concluir os serviços. O extrato foi assinado pelo diretor-presidente da Agesul, Luis Roberto Martins de Araújo e pelo responsável da Teccon, Miguel Ferreira Tartuce. 

Transparência

Conforme o Portal da Transparência, a empresa de Tartuce celebrou contrato com a Agesul em 2018 com valor de R$ 9.498.782,68, para restauração asfáltica da Rodovia MS-040, trecho entre a BR-163 (Anel Viário de Campo Grande) – km 17 (Colônia Yamato), com extensão de 16,135 km, no município de Campo Grande.

Obra milionária

pavimentação da MS-382 teve início em dezembro de 2014, mais precisamente no dia 8. A obra foi avaliada na época, em R$ 21 milhões custeada com recursos do Fundersul (Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário de Mato Grosso do Sul) e foi prorrogada por três vezes.

Na época, a execução dos trabalhos era feita pela empresa Construtora Alvorada Ltda. A primeira paralisação de 120 dias aconteceu em 18 de dezembro de 2015.

Em abril de 2016, o prazo da paralisação foi prorrogado por mais 120 dias, e de acordo com um novo termo de prorrogação de paralisação publicado no Diário Oficial do Estado, a obra foi interrompida até dezembro de 2016, totalizando um ano dos serviços paralisados.

Em abril de 2017, o governo de Mato Grosso do Sul injetou mais R$ 1,8 milhões de recursos estaduais na segunda etapa das obras de pavimentação asfáltica da MS-382. A etapa cobria 23,2 quilômetros de rodovia.

A segunda etapa da obra vinha sendo paralisada desde dezembro de 2015 por falta de recursos federais que compunham o contrato. A empresa responsável pela pavimentação, Equipe Engenharia, assinou com o governo do Estado ainda em 2014. Com o aditivo, o valor da obra aumentou para R$ 25,6 milhões.

Ambas as etapas utilizaram recursos do Fundersul.

Mais notícias