Empresa desiste de entregar máscaras e Prefeitura de Campo Grande cancela licitação de R$ 2,5 milhões

Prefeitura de Campo Grande, que iria adquirir o produto, afirma que encaminhou situação ao MP

A Prefeitura de Campo Grande informou que a Pacotão Comércio e Produtos de Higiene e Limpeza, que venceu processo para fornecer máscaras cirúrgicas no valor de R$ 2,5 milhões, desistiu de entregar o produto afirmando indisponibilidade no mercado e aumento do preço.

Por isso, o município enviou ao MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) um ofício pedindo providências. Além disso, a compra foi cancelada e um novo procedimento foi aberto para aquisição dos equipamentos de proteção individual,

Ainda segundo o município, a Pacotão Comércio foi uma das cinco empresas que manifestaram interesse em participar e foi selecionada porque apresentou  melhor proposta. Menor preço e qualidade foram os critérios considerados.

A selecionada encaminhou documento à Sesau dizendo que, quando fez a cotação de preços do produto, a indústria fornecedora tinha disponibilidade de entrega a um preço que permitia margem de lucro ‘considerado razoável’.

Contudo, após recebimento do empenho, ao enr em contato com representante da fornecedora, houve informação de que as vendas estariam suspensas.

A Pacotão Comércio disse também que procurou outros fornecedores, porém os preços eram superiores, chegando, segundo informou o município, a R$ 140 cada caixa com 50. Na cotação em que a empresa foi selecionada, o preço foi de R$ 89 uma caixa com a mesma quantidade.

“Sendo essa discrepância justificada pela falta de matéria prima para produção e altos preços praticados no exterior impulsionados pelo período de crise e escassez de insumos específicos utilizados no combate e prevenção ao Covid-19”.

Empresa desiste de entregar máscaras e Prefeitura de Campo Grande cancela licitação de R$ 2,5 milhões
Mais notícias