Em Corumbá, 5 candidatos já gastaram juntos R$ 1,2 milhão na campanha

O postulante do PSOL ainda não divulgou a prestação de contas parcial de camapanha

Dos seis candidatos que concorrem à , cinco já prestaram contas dos primeiros gastos de campanha das eleições 2020, em quantias que somam R$ 1.277.787,55. Os dados de receita e despesas estão nos registros de candidaturas disponibilizados pelo (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul).

Paulo Duarte, do MDB, declarou gastos de R$532.892,00, entre produção de propaganda, publicidade, despesas com pessoal, produção de jingle, cabo eleitoral, entre outros. De receitas recebidas, o candidato informou R$516.000,00, dos quais, R$ 450 mil foram destinados pelo partido, R$ 40 mil do Democratas, legenda que compõe a coligação, doação do próprio postulante e quantia de outra pessoa.

Atual prefeito e candidato à reeleição, Marcelo Iunes (PSDB) informou recebimento de R$ 238.017,48, dos quais, R$ 100 mil da direção do partido, e o restante se divide entre o candidato e outras pessoas. Sobre os gastos, divulgou R$446.449,50, entre produção de programa, itens de publicidade, locação de móveis, aluguel de veículos, entre outros.

Dr. Gabriel (PSD) informou R$182.087,00 – R$ 143 mil é destinado pela direção do partido e o restante doação. Os gastos, no entanto, são R$233,9 mil. Elano Holanda de Almeida (PSL) recebeu R$60.000,00 para sua candidatura, da direção estadual da legenda. Já os valores empenhados somam R$54,6 mil.

Ainda de acordo com as informações divulgadas na , a candidata Joseane Garcia (PRTB) recebeu R$3.325,00 e a doação está em seu nome. As despesas, até agora, resultam R$4,5 mil. Anísio Guato (PSOL) ainda não informou receitas nem despesas.

Em Corumbá, 5 candidatos já gastaram juntos R$ 1,2 milhão na campanha
Mais notícias