Contrato com empresa que reforma escola tem aumento e ultrapassa R$ 2 milhões

Valor contratado inicial era de R$ 1,4 milhões; prazo para conclusão de obra foi prorrogado

O contrato entre a SED (Secretaria de Estado de Educação) e a Gimenez Engenharia, que realiza reforma na Escola Estadual Senador Filinto Muller, no município de Angélica, teve aumento de R$ 541 mil e o acordo ultrapassa o valor de R$ 2 milhões, conforme extrato publicado em Diário Oficial nesta sexta-feira (14).

A SED assinou o convênio com a empresa em 5 de julho de 2018 para ampliação e reforma da escola, com valor inicial de R$ 1.486.003,80 (um milhão, quatrocentos e oitenta e seis mil, três reais e oitenta centavos).

Na época, o prazo para conclusão da obra era de 330 dias consecutivos, ou seja, pouco mais de dez meses de construção, porém, no dia 23 de setembro do ano passado, conforme o Portal da Transparência, houve prorrogação do prazo, incluindo mais 180 dias para conclusão.

Nesta sexta-feira, a SED divulgou aditivo no valor de R$ 552.096,73. Porém, com o cancelamento de alguns itens, somados em R$  11.039,59, o aumento ficou em R$ 541.047,17. Com isso, o contrato subiu para R$ 2.027.060,94. 

Os recursos para pagamento, conforme o aditivo, são da Conta Estadual, destinados para adaptação de escolas. O extrato foi assinado em 11 deste mês, pelo secretário-adjunto, Edio Antônio Resende de Castro e Ângelo Ulpiano Facioni. 

A reportagem do Jornal Midiamax entrou em contato com a SED para saber os motivos do aumento do contrato, mas até o fechamento deste texto, não obteve resposta.

Engenharia

A Gimenez Engenharia tem outros contratos com a Prefeitura de Campo Grande. Um dos convênios é de outubro de 2019, no valor de R$ 775 mil para reformar as quadras cobertas e o complexo aquático do Parque Jacques da Luz, na Rua Barreiras, no Bairro Moreninhas.

Em dezembro de 2016, a empreiteira venceu licitação de R$ 4,4 milhões do Detran/MS (Departamento Estadual de Trânsito), para construir o prédio do bloco de atendimento ao cidadão em Campo Grande.

Mais notícias