Construções de pontes de concreto em Rio Negro custam R$ 2,3 milhões

Construtoras terão 120 consecutivos para concluir pontes no município

Duas pontes de concreto no município de Rio Negro, a 152 quilômetros de Campo Grande, vão custar R$ 2.365.995,33 ao Governo de Mato Grosso do Sul. Os contratos foram publicados no Diário do Estado desta quarta-feira (26).

O primeiro extrato entre Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) é com a empresa Águia Construtora, com valor de R$ 1,3 milhão. A ponte de concreto armado será construída sobre o Rio Negro, em rodovia vicinal, no trecho da estrada da Ponte Nova, sentido laticínio, com extensão de 50 metros. 

Os recursos para pagamento do contrato são do Fundersul (Fundo de Desenvolvimento Rural). A empresa tem 120 dias consecutivos para concluir a ponte. O extrato foi assinado no dia 17 deste mês, pelo diretor-presidente da Agesul, Luis Roberto Martins de Araújo e o responsável pela construtora, Geverson Vicentim. 

A outra ponte de concreto deve ser construída pela Belter Construções, sobre o rio Negrinho, entre os municípios de Rio Negro e Rio Verde de Mato Grosso, com extensão de 25 metros. 

Também com recursos do Fundersul, o valor da construção será de R$ 1.065.995,33. A empresa tem prazo para execução da obra de 120 dias consecutivos. O contrato foi assinado também no dia 17 deste mês, por Araújo e Elvio Ramires. 

Pavimentação

A Agesul divulgou contrato com a empresa Transmaq Serviços e Locações, que vai fazer obras de pavimentação asfáltica e drenagem de águas pluviais na rua Projetada T, em Japorã, distante 530 quilômetros da Capital. 

O valor é de R$ 550.684,00, com recursos do Ministério da Cidade e também do caixa da Agesul. O prazo para execução do contrato será de 180 dias consecutivos, contados da data de recebimento da Ordem de Início dos Serviços, a ser expedida pela Agesul. Luis Roberto Araújo e Fernanda Carvalho Brito assinaram o extrato.

Mais notícias