Com pandemia, FPM cai 40% e municípios de MS vão receber R$ 33,3 milhões

Valor é referente a primeira parcela do Fundo de Participação dos Municípios em setembro

A primeira parcela do (Fundo de Participação dos Municípios) de setembro despencou 39,6%, devido à pandemia do coronavírus. Assim, nesta quinta-feira (10) os municípios de Mato Grosso do Sul receberão R$ 33.317.704,05 de repasses do Governo Federal.

O valor do montante bruto foi calculado pela CNM (Confederação Nacional de Municípios), que publicou nota técnica com os valores repassados no mesmo período de 2019. No total, serão repassados R$ 1.815.878.928,85, que devem ser distribuídos entre todos os municípios do Brasil.

Desde o começo da pandemia, esta é a maior queda de percentual do registrada. Os índices da CNM apontam os recursos totais para os cofres brasileiros municipais caíram 39,6% na primeira parcela de setembro.

Em 2019, os cofres municipais de MS receberam R$ 55.166.774,94. Então, com a pandemia e baixa arrecadação nas prefeituras, o número de recursos repassados baixou quase 40%.

por municípios

De acordo com a nota técnica, Campo Grande, que é a capital de MS, receberá R$ 3.514.604,38. Em Corumbá, é estimado que os repasses sejam de R$ 1.037.007,34.

Em Dourados, a primeira parcela do deve ser de R$ 1.674.275,60. A CNM calcula que Três Lagoas receba R$ 1.101.820,30.

 – O Fundo de Participação dos Municípios é uma transferência de recursos financeiros da União para os municípios de todo o Brasil. A quantia repassada é calculada de acordo com a população de cada município brasileiro e a renda per capita de cada estado. Ambos os dados são consultados por meio do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas).

Com pandemia, FPM cai 40% e municípios de MS vão receber R$ 33,3 milhões
Mais notícias