Com mudança em lei, cargo de analista de tecnologia vai prever 50 vagas e salário de R$ 5,5 mil

Trata-sede alteração do quadro previsto na Agetec e não indicação de concurso

A Prefeitura de Campo Grande sancionou nesta segunda-feira (29) lei que altera o cargo de analista de tecnologia da informação da Agetec (Agência Municipal de Tecnologia da Informação). O projeto de lei foi aprovado na Câmara Municipal.

Segundo o Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande), serão modificadas exigibilidade, classe, atribuições e vagas do cargo. Os servidores serão lotados, exclusivamente, na Agetec, mas poderão ser designados ou cedidos para autação em “outros órgãos municipais”.

A tabela anexa à legislação indica que, anteriormente, eram 88 vagas com salário-base de R$ 3.132,44 e, com a alteração, serão 50 vagas e remuneração de R$ 5.513,09. O requisito básico para o cargo é diploma registrado de conclusão de curso em Ciências da Computação, Informática ou ‘áreas afins’, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC (Ministério da Educação).

A lei pode ser conferida na íntegra no Diogrande desta segunda-feira, na página 2;

Com mudança em lei, cargo de analista de tecnologia vai prever 50 vagas e salário de R$ 5,5 mil
Mais notícias