Acordo entre Prefeitura e Governo prevê R$ 6,7 milhões em 47 leitos para tratar pacientes com Covid no HR

Montante é referente ao terceiro aditivo no protocolo de cooperação entre Executivos municipal e estadual

Publicação do Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande) desta terça-feira (7) aponta repasse de R$ 6.788.000,00 para habilitação de mais leitos destinados ao tratamento de pacientes com . Segundo o extrato, este é o terceiro aditivo no protocolo de cooperação entre o Governo de e a Prefeitura de Campo Grande.

São, de acordo com a publicação, 44 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) adulto e 3 pediátricos no Hospital Regional de MS, durante 90 dias. Assinam o extrato o prefeito Marquinhos Trad (PSD), secretário da (Secretaria Municipal de ), José Mauro Filho, o secretário de do Estado, Geraldo Resende, e a diretora do Regional, Rosana Leite de Melo.

Na edição de segunda-feira (6), o município divulgou termo que prevê contratação de leitos hospitalares da Clínica Campo Grande, El Kadri e Proncor. O acordo vai durar 30 dias, mas pode ser prorrogado enquanto a pandemia de coronavírus durar no município.

A publicação é feita em meio ao aumento expressivo de casos da doença e consequente uso de leitos hospitalares públicos para tratamento de pacientes. Mato Grosso do Sul totaliza 128 mortes, 24 delas em Campo Grande, que tem 112 pessoas internadas e mais de 3 mil confirmações.

Acordo entre Prefeitura e Governo prevê R$ 6,7 milhões em 47 leitos para tratar pacientes com Covid no HR
Mais notícias