Ação da Força Nacional contra crimes fronteiriços no MS é prorrogada até dezembro

Programa Vigia já resultou na apreensão de mais de 353 toneladas de drogas

O Ministério da Justiça e prorrogou por mais 180 dias o emprego da em em ações de combate à criminalidade organizada. Segundo o ministério, o grupo atuará principalmente em ações integradas de combate a crimes praticados nas áreas de fronteira, no âmbito do Programa Vigia, criado com o objetivo de blindar o país da entrada de armas, drogas e produtos contrabandeados.Ação da Força Nacional contra crimes fronteiriços no MS é prorrogada até dezembro

Entre maio de 2019 e junho de 2020, o Vigia já resultou na apreensão de mais de 353 toneladas de drogas e apreendeu mais de 6 milhões de maços de cigarros, de acordo com a Agência Brasil. Com isso, o MJ estima ter causado prejuízo de mais de R$ 1 bilhão aos criminosos.

Com a publicação da portaria, a presença da está autorizada até o dia 29 de dezembro “para atuar em ações de Polícia Judiciária no combate à criminalidade organizada no estado”. O contingente a ser disponibilizado seguirá planejamento do MJ, por meio da Secretaria Nacional de . O prazo do apoio prestado pela de poderá ser prorrogado, se necessário.

Ação da Força Nacional contra crimes fronteiriços no MS é prorrogada até dezembro
Mais notícias