Vereador questiona prestação de contas da Funsaud

A intervenção na Funsaud foi prorrogada por mais 5 meses

O presidente da Comissão Permanente de Higiene e Saúde, vereador Elias Ishy (PT), também reclamou da prestação de contas apresentada pelo da Funsaud (Fundação de Serviços de Saúde de Dourados), Rodrigo Aparecido Bezerra da Silva, que priorizou dados, como despesas e licitações, deixando de lado questões mais relevantes. A reunião aconteceu nesta sexta-feira no plenário da Câmara Municipal.

Durante a prestação, foi apresentado pelo diretor técnico da Funsaud, Rodrigo Aparecido Bezerra da Silva, dados, como despesas e licitações, após a intervenção, durante o período de seis meses. Porém, conforme o presidente da Comissão de Saúde da Casa de Leis, a apresentação não foi satisfatória.”Nós esperávamos que, depois de seis meses de intervenção, eles apresentassem os principais problemas que foram encontrados e quais as soluções que se apontam”, comentou o vereador.

“O que nos interessa, o que interessa a população, são quais medidas foram tomadas. Esperávamos medidas práticas e nos foi apresentado apenas um relatório contábil. Ficou muito solta esta prestação de contas”, avaliou o vereador.

A secretária de Saúde, Berenice de Oliveira Machado, apontou que tratativas estão sendo realizadas entre a prefeita de Dourados, Delia Razuk (PTB), e a Procuradoria do Município, sobre a intervenção.

Além de representantes da Prefeitura Municipal, através da secretaria de Saúde, do Ministério Público Estadual, da Defensoria e da Comissão de Saúde da OAB (Ordem de Advogados do Brasil), a reunião também foi acompanhada pelos vereadores Alan Guedes (DEM), Olavo Sul (Patriota), Bebeto (PL) e Braz Melo (PSC) .

Vereador questiona prestação de contas da Funsaud
Mais notícias