‘Tem que ser investigada’, diz Reinaldo sobre nova denúncia de corrupção no Detran-MS

MP investiga suposto esquema fraudulento na inspeção veicular nas terceirizadas de Dourados

Governador Reinaldo Azambuja em entrevista (Foto: Marcos Ermínio)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) afirmou que “tem que ser investigada” a nova denúncia de suposto esquema fraudulento na inspeção veicular nas terceirizadas do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) em Dourados, que se tornou inquérito civil do MP-MS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul).

De acordo com o MP, a ouvidoria do órgão registrou denúncia que envolve não somente empresários do ramo de vistoria, como despachantes e garagistas, tudo para lucrar e onerar o contribuinte. Sobre isso, o governador afirmou estar tranquilo e que o próprio governo investiga a participação de servidores no suposto esquema.

“Nós estamos muito tranquilos, existem N denúncias, agora tem que comprovar a veracidade e se tem algum funcionário envolvido, algum erro, alguma coisa do procedimento legal. A denúncia tem que ser investigada e é isso que o governo faz, investiga se teve algum ato praticado por algum funcionário fora das normas da administração pública e pune quem fez algo errado. O que não dá para concorda é que se faça algo errado, isso tem sido investigado pelo próprio Detran”, declarou Reinaldo em agenda na tarde desta terça-feira (19).

Ainda conforme o denunciado ao MP, além do valor tabelado nas empresas, o cliente pagaria um valor extra aos despachantes e, depois de aprovada em vistoria (o que sempre acontece, haja vista a quantidade de vistorias e aprovações, segundo a denúncia), o proprietário da credenciada do Detran-MS ainda repassaria parte de seu próprio lucro ao despachante.

A denúncia também sugere que as credenciadas de Dourados não teriam critério algum para inspeção.

Mais notícias