Sindicato diz que negociação sobre reajuste continua com a Prefeitura da Capital

A princípio, ideia é conceder 4,17% pagos em duas parcelas, de acordo com o secretário de Finanças do município

O presidente do Sisem (Sindicato dos Funcionários e Servidores Municipais), Marcos Tabosa, afirmou que a negociação com a Prefeitura de Campo Grande para o reajuste salarial continua. O secretário de Finanças e Planejamento do município, Pedro Pedrossian Neto, disse nesta segunda-feira (dia 17) que o acréscimo deve ser de 4,17% para todos os funcionários públicos.

Entre terça e quarta-feira, o dirigente do sindicato deve se reunir com o titular de Finanças para tratar sobre o acréscimo, mas também outros detalhes das categorias. São 10,6 mil servidores, entre administrativos, agentes e de nível superior, representados pelo Sisem, que ainda vão analisar os 4,17%, cujo percentual está abaixo da inflação do período, durante assembleia.

“Levamos propostas ao secretário, avançamos em algo, pode ser que aumente”, afirmou Marcos Tabosa sobre o percentual. A Prefeitura de Campo Grande propôs pagar o acréscimo salarial em duas vezes, 1% em outubro e o restante em dezembro.

Mais notícias