Recurso que já chegou a R$ 2,4 bilhões em MS, Fundeb será discutido durante seminário

Emenda prevê término do programa, que financia ações na educação de Estados e cidades

Recurso que já chegou a ser R$ 2,4 bilhões em Mato Grosso do Sul, o Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação) será discutido em um seminário na próxima segunda-feira (dia 10), em Campo Grande.

Existe previsão de que o fundo termine em 2020, conforme emenda que define a vigência do Fundeb até o décimo quarto ano a partir da promulgação, que ocorreu em 2006.

Segundo dados do Tesouro Nacional, em 2018, o governo estadual e as cidades de MS receberam R$ 2,44 bilhões, dos quais, R$ 1 milhão foi para rede de ensino estadual e R$ 1,4 bilhão para redes municipais.

Neste ano, foram repassados ao Estado R$ 477,6 milhões até maio e R$ 652,3 milhões aos municípios, de acordo com a deputada federal (PSDB), quem propôs a realização do seminário.

Mesmo assim, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) teve de complementar o Fundeb com mais R$ 200 milhões. A intenção do encontro é incentivar a sociedade a pensar no assunto, mas também lutar pela manutenção do fundo.

Está prevista a participação de integrantes da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de MS), ACP (Associação Campo-Grandense de Professores), prefeitos, vereadores, secretários de Educação e a deputada federal Dorinha Seabra, relatora da PEC 15/2015, que prevê a continuidade definitiva do Fundeb.

O evento ocorrerá no Centro de Convenções Rubens Gil de Camillo, no Parque dos Poderes em Campo Grande, a partir das 13 horas na segunda-feira.

Recurso que já chegou a R$ 2,4 bilhões em MS, Fundeb será discutido durante seminário
Mais notícias