Receita líquida do governo de MS em agosto foi de R$ 878,2 milhões

Valor foi 4,87% menor se comparado a julho, segundo Sefaz

A receita corrente líquida do Governo de Mato Grosso do Sul, foi de R$ 878.264.168,68, valor 4,87% menor do que arrecado em julho, segundo dados publicados pela Sefaz (Secretaria de Fazenda), no DOE (Diário Oficial do Estado), desta segunda-feira (30).

Em julho, a receita líquida foi R$ 923.238.062,22. Segundo a tabela, a queda entre um mês e outro foi principalmente na arrecadação do IRRF (Imposto de Renda Retido na Fonte). Em julho, foram R$ 75.330.234,26 e em agosto, R$ 34.774.188,50.

Outra queda registrada foi na transferência do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação), que de R$ 90.709.679,79 em julho, caiu para R$ 86.543.559,48 no mês referido. Entretanto, a dedução de receita com o Fundeb aumentou, passando de R$ 137.118.280,43 para R$ 142.696.793,03, em agosto.

O total da receita corrente líquida dos últimos 12 meses é de R$ 10.903.504.527,02. A previsão atualizada do governo para 2019 é de R$ 11.230.517.100,00.

A Sefaz também publicou demonstrativo de gasto bruto com pessoal, sendo que em agosto o governo desembolsou R$ 452.698.298,88. O valor é 32% menor se comparado a julho, com despesa bruta de R$ 667.936.793,94.

 Com pessoal ativo, a despesa foi de R$ 264.455.092,63. Com inativos foi R$ 188.243.206,25. O governo pagou em agosto R$ 5.612.348,16 com indenizações por demissão e incentivos à demissão Voluntária (PDV).

Mais notícias