Quase seis mil eleitores de Aral Moreira precisam fazer revisão eleitoral

TRE também fará biometria de eleitores; cadastramento segue até 24 de julho

O processo de revisão eleitoral e cadastramento biométrico em Aral Moreira distante 389 km de Campo Grande, começou no dia 10 de junho e deve abranger 5.999 eleitores da cidade. O município tem 6.515 votantes, conforme o TRE (Tribunal Regional Eleitoral).

O comparecimento dos eleitores é obrigatório, sob pena de cancelamento do título de eleitor. O procedimento segue até o dia 24 de julho. Das quase seis mil pessoas deste montante, 3.867 ou seja, 64,46% deverão procurar o Posto de Atendimento Eleitoral até o término do prazo.

No município, os atendimentos são realizados somente por agendamento, disponível no site do TRE-MS. Os eleitores que não conseguirem agendar pelo site, podem procurar o Cras (Centro de Referência de Assistência Social) e a Câmara Municipal de Aral Moreira.

Após o agendamento, o eleitor deve comparecer na data e hora marcadas, com um documento oficial de identificação com foto e comprovante de residência atualizado. Homens maiores de 18 anos, que irão tirar o título pela primeira vez, também devem levar o comprovante de quitação militar.

O Posto de Atendimento Eleitoral de Aral Moreira fica na Rua Bento Marques, 795. O atendimento é das 07 às 13h. O TRE disponibilizou um número de WhatsApp para mais informações: (67) 99639-4196.

Outras cidades

Além de Aral Moreira, Três Lagoas também passa pelo processo de revisão eleitoral. O prazo no município vai até dia 08 de outubro. Até lá, 48.131 eleitores precisam, obrigatoriamente, comparecer ao Cartório Eleitoral, que fica na Rua Alfredo Justino, 1110. Os atendimentos são das 12h às 18h, pelo horário de MS.

Em 2019, as cidades que já passaram pelo cadastramento biométrico obrigatório foram: Ponta Porã, Selvíria, Alcinópolis, Anaurilândia e Aparecida do Taboado. Todas já finalizaram os atendimentos e estão em processo de homologação.

De acordo com o cronograma do TRE-MS, até abril de 2020, outras 17 cidades devem passar pela revisão eleitoral. A expectativa é que os mais de 400 mil eleitores sejam cadastrados biometricamente.

Mais notícias