Primeira lista de servidores que aderiram ao PDV é publicada com 21 nomes

Lista tem nomes deferidos, mas servidores precisam aguardar ato de exoneração

O Governo de Mato Grosso do Sul publicou a primeira lista no DOE (Diário Oficial do Estado) nesta segunda-feira (9) dos pedidos deferidos no PDV (Programa de Desligamento Voluntário). São 21 nomes das 161 adesões.

De acordo com a publicação, dos 21 nomes, 12 são da SED (Secretaria de Educação), três pedidos foram de funcionários da SAD (Secretaria de Administração), dois da Funsau (Fundação de Serviços de Saúde), dois da DGPC (Delegacia-Geral de Polícia Civil), um da Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública) e um da AEMS (Agência de Metrologia).

Segundo a publicação, o servidor que teve o pedido deferido, deverá permanecer em exercício até a publicação do ato de sua exoneração.

O servidor ocupante também de cargo em comissão ou designado para função gratificada deverá ter publicado o seu ato de exoneração do cargo em comissão ou a dispensa da respectiva função gratificada concomitantemente com o ato de exoneração por adesão ao PDV. A lista pode ser conferida aqui, na página 111.

A adesão ao Pedido de Desligamento Voluntário encerrou na primeira semana de julho e teve 161 servidores com pedidos protocolados na SAD. Somadas, as indenizações giram em torno de R$ 9 milhões para os cofres do Executivo sul-mato-grossense. Na época, o titular da SAD, Roberto Hashioka, informou que a maioria dos trabalhadores que aderiram ao plano de demissões do Estado é do setor da saúde pública e educação.

Mais notícias