Prefeitura substitui conselheiro tutelar afastado por negar atendimento a bebê de 4 meses

Benedito Carlos da Silva Filho foi acusado de recusar atendimento a um bebê de 4 meses

A Prefeitura de Campo Grande oficializou nesta segunda-feira (12) a troca em uma das vagas de conselheiro tutelar na região sul da Capital. Conforme decreto no Diário Oficial do Município, Ana Clara Sanches Sales substitui Benedito Carlos da Silva Filho, que foi afastado do cargo em fevereiro deste ano por determinação da Justiça. A mudança ocorreu no dia 1º de julho.

Benedito foi afastado do cargo após ser acusado de negar atendimento a um bebê de 4 meses. O caso aconteceu em outubro de 2018.

Segundo denúncia do MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul), o conselheiro teria chamado a Polícia Militar para fiscalizar um bar nas Moreninhas, onde o bebê foi encontrado em situação de risco. A criança estava com a mãe, que apresentava sinais de embriaguez.

O bebê apresentava várias picadas de insetos pelo corpo, além de estar todo sujo de urina. Após a constatação da PM, o conselheiro foi chamado, mas se recusou a ir até o local afirmando que se tratava de um caso de polícia.

A mãe e a criança foram levadas para uma delegacia. Em seguida, Benedito foi chamado, mas se recusou novamente a fazer o atendimento. Diante disso, um boletim de ocorrência foi registrado na DPCA (Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente), por prevaricação.

Em 2017, o conselheiro já havia se negado a atender uma criança de 9 anos que havia sido deixada trancada em casa sozinha pelos pais que teriam saído para ir a um baile. A criança ligou para o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) pedindo ajuda, que acionou a Polícia Militar, que chamou o conselheiro tutelar, que se recusou a dar atendimento.

Mais notícias