Publicidade

Prefeitura quer empréstimo de R$ 30 milhões para obras em postos de saúde e asfalto

Verba será destinada a obras paralisadas por falta de recursos

A Prefeitura de Campo Grande enviou um projeto de lei à Câmara Municipal pedindo autorização para fazer um empréstimo junto à Caixa Econômica Federal no valor de R$30.000.000,00 (trinta milhões de reais). O dinheiro será destinado para financiamento de obras de construção, reforma e ampliação de prédios municipais e de infraestrutura.

Entre as obras citadas estão a conclusão de Unidades Básicas de Saúde nos bairros Jardim Perdizes e Santa Emília, de Unidades de Ensino no Vila Paraty e Vila Natália; e construção, reforma e ampliação dos parques, praças e áreas de esporte da Capital (Parque Ayrton Senna, Jaques da Luz, Sóter, Mata do Jacinto, Elias Gadia, Vila Nasser, Horto Florestal, Estádio de Beisebol, Quadra Esportiva Okinawa e Praça da Juventude).

Também estão inclusas obras de pavimentação e drenagem nos bairros Cidade Morena, Ramez Tebet, e Tijuca; e a requalificação do pavimento asfáltico em diversas vias da cidade.

Segundo o prefeito Marquinhos Trad (PSD), a proposta de financiamento é para finalizar “obras das quais muitas encontram-se iniciadas, porém, paralisadas por conta da falta de recursos referentes às contrapartidas financeiras, as quais corre-se o risco inclusive de haver devolução de recursos já gastos aos respectivos Ministérios, acaso não sejam finalizadas”.

Os recursos fazem parte da linha de financiamento à infraestrutura e ao saneamento (Finisa) da Caixa Econômica Federal.

O projeto de lei está em tramitação na Câmara de Vereadores, sem previsão de quando deve passar por votação em plenário.

Mais notícias