Prefeitura anula licitação sobre corredor de ônibus e suspende reforma em posto

A concorrência sobre sinalização do corredor de transporte recebeu recurso de uma empresa; no caso da reforma, readequação no projeto motivou a suspensão

Duas licitações da Prefeitura de Campo Grande foram interrompidas nesta segunda-feira (16). Uma delas é de R$ 649 mil para implantação de sinalização semafórica no corredor sudoeste de transporte coletivo, que seria instalado nas Ruas Guias Lopes e Brilhante.

Neste caso, o aviso divulgado no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande) é de anulação. O secretário de Infraestrutura do município, Rudi Fioresi, disse que ainda não sabe o motivo da medida e que parecer sobre o assunto foi solicitado à Dicom (Diretoria de Compras e Licitações).

Contudo, segundo consta no Portal da Transparência, a Dataprom Equipamentos e Serviços de Informática Industrial interpôs recurso ao resultado da habilitação. Esta empresa e a Cobrasin Brasileira de Sinalização e Construção foram aprovadas na fase anterior da concorrência.

Já o segundo caso é sobre a reforma da UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família) do Jardim Marabá, cuja licitação estava estimada em R$ 219 mil. O titular explicou que a suspensão ocorreu a pedido da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde). O posto de saúde fica na Travessa Cinco de Outubro esquina com a Rua Torquato Neto.

A secretaria de Saúde, por meio de sua assessoria de comunicação, explicou que foi necessária uma readequação devido a viabilidade financeira e que uma reforma na acessibilidade será priorizada. Será avaliado se uma nova concorrência será aberta apenas para contratar este serviço ou se as readequações de acesso serão feitas com mão de obra própria.

Mais notícias